Blog de iraquiana disputa prêmio Samuel Johnson da BBC

O blog de uma jovem iraquiana que desdesetembro de 2003 conta em primeira mão a situação em seu país, foiincluído entre os finalistas do prêmio Samuel Johnson de não-ficçãoconcedido pela BBC, confirmou ontem o júri. A jovem prefere permanecer no anonimato. Entre as 19 obras selecionadas para a edição deste ano, tambémestão Untold Stories, de Jerry Brotton; The Cold War, de JohnLewis Gaddis; Ancient Americans; de Charles McCann e 1599: a yearin the life of William Shakespeare, de James Shapiro. Baghdad Burning é o título do blog da iraquiana. Seus textos, assinados com o pseudônimo Riverbend, foram reunidosem um livro pela editora Marion Boyars, que conhece a identidade dajovem, mas respeita seu direito de não revelar a identidade. A autora, que tem ensino superior, começou sua narração emsetembro de 2003, quando escreveu: "Sou mulher, iraquiana e tenho 24anos. Sobrevivi à guerra. Isso é tudo que devem saber. É a únicacoisa que importa hoje em dia". Desde então, faz crônicas periódicas da vida cotidiana dosiraquianos, e explica como a invasão e a ocupação estão destruindosuas vidas. Segundo contou aos leitores, antes da guerra trabalhava comoprogramadora de informática, mas perdeu o trabalho por causa dacrescente dificuldade que as mulheres enfrentam para se deslocar emum país sem lei. Em 18 de março, sobre o aniversário de "três anos de ocupação emassacres", a autora escreveu que a situação em seu país está pior acada dia, não só em questões práticas, como a segurança e ofornecimento de energia elétrica, mas também em relação ao ânimo dasPessoas. "Estamos todos fartos", sentencia, e pergunta como é possível queexista agora tanta violência sectária entre muçulmanos xiitas esunitas, que antes conviviam em paz. O prêmio Samuel Johnson é concedido anualmente pela rede públicaBBC a um escritor de qualquer nacionalidade com obras escritas eminglês. O ganhador deste ano receberá 45 mil euros e será anunciadoem uma cerimônia no dia 14 de junho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.