Inez Van Lamsweerde e Vinoodh Matadin /Divulgação
Inez Van Lamsweerde e Vinoodh Matadin /Divulgação

Björk Interativa

Biophilia, novo trabalho da cantora, é CD, videogame e coleção de animações

Roberto Nascimento, O Estado de S.Paulo

04 de agosto de 2011 | 00h00

Crystalline, o novo single de Björk, é construído sobre um motivo de sinos que reluz como quartzo ou ametista pelo panorama sonoro. Embalado por uma batida de drum"n"bass, guiado pela inconfundível voz nórdica, seria mais um estimulante diálogo entre o pop e o erudito a brilhar na discografia da cantora, não fosse a forma com que é possível interagir com a música: compre o aplicativo de Crystalline por US$ 2 na loja do iTunes e viaje, via iPad ou iPhone, inclinando o aparelho para frente e para trás, por um labirinto de cavernas geométricas que representam a forma com que Björk enxerga a canção.

Veja também:

link Arte e tecnologia em desafio lúdico

É uma das dez experiências sinestésicas reunidas sob o nome de Biophilia, ambicioso projeto tecnológico a ser lançado pela cantora até o fim de setembro (duas de suas dez faixas já estão disponíveis). Trata-se de um disco, um videogame, uma coleção de animações gráficas, um apanhado de ensaios e aulas de musicologia. Novas possibilidades para trabalhar com imagem e som; o indicador de um novo caminho, a ser trilhado ou não, pela indústria fonográfica; um marco na carreira da artista.

"Biophilia é uma experiência sensorial, como a que tínhamos com o vinil, na época em que se ouviam discos na sala de estar, admirando o objeto em si, lendo o encarte", explica Scott Snibbe, diretor de design e programação do projeto, em entrevista ao Estado. "Também vai além isso. Há mais de um século, a relação entre o artista e o ouvinte é uma via de mão única: o artista grava e o ouvinte recebe. Anteriormente, a única forma de se relacionar com a música em casa era pela partitura. Pode parecer antiquado, mas isso nos dava uma liberdade muito grande. Podíamos tocar a música ao nosso modo, harmonizá-la com amigos, ouvi-la na pianola. Biophilia é uma volta a esse tipo de interação", completa.

Tudo o que sabemos sobre:
BjörkBiophiliaCrystalline

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.