Bird and the Bee e as baladas com ombreiras

BIRD AND BEE

JOTABÊ MEDEIROS, O Estado de S.Paulo

24 de abril de 2010 | 00h00

INTERPRETING THE MASTERS

EMI/Blue Note Preço: R$ 30

A dupla Daryl Hall e John Oates foi uma expoente do soft rock dos anos 1980, fazendo uma enxurrada de hits radiofônicos, como Man Eater, Rich Girl e No Can Do. Como revesti-los de importância em plena era do MySpace? Pois bem: foi possível. Outra dupla, The Bird and the Bee (Passarinho e Abelha), indie rock que vem lá das bandas de Los Angeles. Bird and Bee são os codinomes de Greg Kurstin e Inara George, que resolveu de forma inteligente a parada. Uma batidinha artificial, um clima low tech, vozes delicadas e angelicais. O resultado do trabalho de uma dupla reinventando a outra é o ótimo disco Interpreting the Masters Volume 1: A Tribute to Daryl Hall and John Oates, um projeto da prestigiosa Blue Note Records. Greg Kurstin, o Passarinho, conta que estava já de olho no som de Daryl Hall e John Oates. Tinha comprado uma coletânea da velha dupla de ternos com ombreiras e chapou. Assim, já começou a arquitetar aquela que talvez seja a melhor cover da temporada, I Can"t Go for That. Charme, delicadeza e precisão pop.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.