Biografia revela caso de John Kennedy com estagiária

John F. Kennedy teve um caso comuma estagiária que o acompanhou em viagens oficiais, segundo umanova biografia do presidente norte-americano assassinado em 1963. O caso do presidente Bill Clinton com a estagiária Monica Levinsky foi o grande escândalo de sua longo governo, de 1993 a 2001. "(A moça) não tinha aptidões. Sabia atender aotelefone", disse Robert Dallek, autor de An Unfinished Life("Uma Vida Inacabada"), em uma entrevista pela televisão nodomingo. "Aparentemente, sua única aptidão consistia em servirpara uma escapada sexual de JFK durante suas viagens e talvez naCasa Branca". Kennedy foi o mais jovem presidente eleito e o que morreu mais cedo. Ele governou os Estados Unidos de 1961 a 63 e foi casado com Jacqueline Kennedy, depois Onassis. Dallek se inteirou desse namorico através de umaassessora da Casa Branca, Barbara Gamarekian, cuja história foirecentemente divulgada. Gamarekian disse ao jornal nova-iorquino Daily News quesó se lembra do apelido da estagiária - o qual também se recusoua revelar. "Fico assombrada de ver que tudo que se relaciona comKennedy continua provocando tamanha fascinação", disseGamarekian. Sabe-se que Kennedy teve muitas relações extraconjugais,mas esta é a primeira vez em que seu nome é vinculado ao de umaestagiária. "Ele teve muitas mulheres", disse Dallek, cujo livroserá posto à venda nesta terça-feira. "O que interessa saber é:isto o distraiu de suas tarefas presidenciais? Acho que não".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.