Christophe Ena/AP
Christophe Ena/AP

Biografia não autorizada de Carla Bruni diz que sua imagem pública 'é falsa'

O livro começará a ser vendido na próxima quarta-feira

EFE

11 de setembro de 2010 | 13h59

Paris, 11 set (EFE).- Uma biografia não autorizada da primeira-dama francesa, Carla Bruni, a descreve como obsessiva com sua imagem, qualificada de "falsa".

O livro começará a ser vendido na próxima quarta-feira e foi analisado pelo Governo francês, que, a princípio, não tem intenção de apresentar uma ação contra a autora, a jornalista Besma Lahouri, segundo o jornal "Le Parisien".

 Em "Carla, Une Vie Secrète" ("Carla, Uma Vida Secreta", em livre tradução) Besma diz que a esposa do presidente francês, Nicolas Sarkozy, não se preocupa com a situação dos franceses.

"Não tem nenhum contato com a realidade e vive em uma bolha dourada", disse ao "Le Parisien" a autora que também escreveu a biografia não autorizada do jogador francês Zinedine Zidane.

O jornal inglês "The Times", que garante ter tido acesso ao livro, afirma que este inédito retrato de Carla demonstra que sua imagem pública "é falsa".

Segundo a autora, a atual imagem respeitosa da primeira-dama, com a cabeça inclinada e sorriso tímido, foi algo programado pelo Governo francês.

O "Le Parisien" diz que CarlaBruni não pensa em ler o livro, segundo disse a seus amigos, e considera que está "infestado de erros".

Tudo o que sabemos sobre:
Carla Brunibiografia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.