Brendan McDermid/Reuters
Brendan McDermid/Reuters

Bill Cosby perde prêmios após condenação por agressão sexual

Comediante teve os prêmios retirados pelo Centro Kennedy de Washington; Academia de Cinema americana também expulsou o ator na última semana

O Estado de S.Paulo

08 Maio 2018 | 01h02

O Centro Kennedy de Washington retirou, nesta segunda-feira,  7,  do comediante Bill Cosby, os prêmios Kennedy e Mark Twain, dois dos mais prestigiados no setor cultural dos Estados Unidos. Cosby foi declarado culpado de agressão sexual em abril.

"Como resultado da sua recente condenação, o conselho concluiu que os atos de Cosby ofuscaram as conquistas profissionais que estas distinções do Centro Kennedy procuram reconhecer", afirmou o órgão cultural, através de um comunicado.

Cosby recebeu em 1998, o Prêmio Kennedy, que reconhece sua contribuição para a cultura americana. Já em 2009, recebeu o Prêmio Mark Twain, dedicado a comédia dos Estados Unidos. Esses são dois dos mais prestigiados prêmios concedidos na esfera cultural americana, cuja entrega costuma ter o comparecimento do presidente do País, embora o atual líder, Donald Trump, tenha quebrado esta tradição no ano passado.

+ Academia de Cinema dos EUA expulsa Bill Cosby e Roman Polanski

Cosby, ícone da cultura popular dos EUA, foi considerado culpado no dia 26 de abril por três crimes de agressão sexual em um julgamento carregado de simbolismo, sendo o primeiro de uma personalidade famosa desde a eclosão do movimento "Me too". Os crimes pelos quais foi declarado culpado são os de penetração sem consentimento, penetração enquanto a vítima está inconsciente e penetração após o fornecimento de entorpecente.

Mais de 60 mulheres acusaram Bill Cosby de abusar sexualmente delas entre os anos 1960 e 2000, embora esses casos não tenham prosperado, pois eles haviam prescrito. O comediante só prestou contas pelas acusações da canadense Andrea Constand.

+ Ashley Judd processa Weinstein por difamação e assédio sexual

Após conhecer sua pena, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood também expulsou Cosby do grupo por não cumprir as normas de conduta da organização. 

O Centro John F. Kennedy de Artes Cênicas, em Washington, é uma iniciativa público-privada inaugurada em 1971 como o memorial do país ao presidente John Kennedy, assassinado em 1963. /EFE

+ Análise: Na campanha antiassédio, a Academia Sueca foi mais rápida que a de Hollywood

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.