Big Brother Brasil, agora também em revista

A quarta edição do Big Brother Brasil volta a render frutos editoriais. A editora Ediouro lança na sexta-feira uma revista totalmente dedicada ao reality show da Globo. Big Brother Brasil terá edições semanais com cerca de 30 páginas sobre o BBB. A publicação terá reportagens sobre o programa, entrevistas com os eliminados, fotos inéditas da casa - outras fornecidas pelo site Paparazzo - além de notícias sobre os bastidores da produção, fofocas e detalhes das provas. Uma sessão de passatempos (palavra-cruzada, jogo dos erros) sobre a atração foi desenvolvida pelas revistas Coquetel. A revista custará R$ 3,50 e é um negócio acertado entre a Ediouro e a Globo Marcas, braço das Organizações Globo que cuida do licenciamento de produtos do canal. A editora pagou pelo direito de explorar o programa em uma publicação. A emissora já tinha sentido o "gostinho" de quanto um programa como BBB pode render frutos. Antes da estréia desta quarta edição, a Globo lançou uma publicação que encabeçava a promoção Quero Ser um Big Brother. Era uma revista que trazia cupons para as pessoas que desejavam participar do programa. A diferença, agora, é que a Ediouro não terá esse trunfo. Lançada pela Editora Globo a R$ 2 o exemplar, as revistas do BBB prometiam ser o passaporte para o programa. A revista Quero Ser um Big Brother foi vendida entre 26 de outubro e 5 de janeiro. Apesar de a Editora Globo não divulgar números de vendas, estima-se que a revista tenha vendido 3 milhões de exemplares.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.