Bienal do Livro vai privilegiar o público infantil

A 18.ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo, que passa a ocuparo Centro de Exposições Imigrantes entre 15 e 25 de abril, vaiprivilegiar o público infantil e prestigiar o escritor nacional. "Comonossa preocupação é incentivar o hábito da leitura, teremos neste anoum número maior de atividades para crianças e adolescentes", comentouMarino Lobello, vice-presidente da Câmara Brasileira do Livro,promotora do evento, que é organizado pela Francal Feiras. Já osautores brasileiros serão maioria no Salão de Idéias, série deencontros diários com os leitores.Brincadeiras, contadores de histórias, show com personagens gigantessão algumas das atrações infantis, que terá ainda um evento dedicadoaos 450 anos de São Paulo: uma exposição sobre os povos que ajudaram naformação da capital paulista. Em um espaço de aproximadamente 240metros quadrados, as crianças serão recebidas em uma porta em forma decapa de livro gigante, que dará acesso a eventos que lembram hábitos ecostumes, curiosidades e referências artísticas de alguns países eetnias presentes na cidade.O Salão de Idéias será inaugurado às 11 horas do dia 16, quando aescritora brasileira Lygia Bojunga, recentemente vencedora do prêmioAstrid Lindgren pelo conjunto da obra, fará a palestra "Livro é vida".Ao longo dos dez dias, cerca de cem autores nacionais e estrangeirosparticiparão de quatro a cinco sessões diárias, cada qual com um tema.Entre os estrangeiros, destaque para o italiano Gavino Ledda, autor dePai Patrão (Berlendis); o irlandês Eoin Colfer, criador do rival deHarry Potter, Artemis Fowl (Record); e o americano Nick McDonell, autorde Doze (Geração), que vai falar sobre geração desencontrada.Dos brasileiros, além de Lygia Bojunga, estão confirmados nomes comoLya Luft, Nélida Piñon, Carlos Heitor Cony, Ziraldo, Ignácio de LoyolaBrandão, entre outros.Neste ano, haverá novidades na estrutura da feira. Serão duas opçõesde entrada: uma pela Imigrantes e outra pela Miguel Stéfano. "Com isso,melhoramos o fluxo das pessoas no espaço e eliminados o fundo da feira,que era um espaço não tão bem visitado como a região próxima daentrada", comenta Lobello. Também haverá duas praças de alimentação.Cerca de 600 mil pessoas são esperadas, que poderão aproveitar apromoção Livro do Dia: descontos de até 30% que cada editor poderáoferecer em até cinco títulos por dia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.