Bienal do Livro recebe 390 mil visitantes

Desde a abertura da 19.ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo, às 10 horas de quinta-feira até ontem, às 22 horas, a visitação atingiu a marca de 390 mil pessoas, segundo a primeira prévia de público divulgada pelos organizadores do evento.O fim de semana registrou o maior movimento, atingindo um público de 200 mil pessoas. O horário de pico foi registrado no domingo, entre 14h e 15h, quando o visitante teve de esperar cerca de 20 minutos na fila para compra de ingresso. Dentro do pavilhão o grande número de pessoas não causa congestionamento no fluxo da visita, pois os corredores são mais largos, com cinco a seis metros de largura.A programação da bienal do último final de semana inclui autógrafos, debates e encontros com escritores como James Hunter, Lya Luft, Ruy Castro, Nélida Piñon, Fernando Morais, Danuza Leão, Mario Sérgio Cortela, Lygia Fagundes Telles, Ruth Rocha, Walcyr Carrasco, José Roberto Torero, Lucia Pimentel Góes, entre outros. Transporte gratuito As linhas pagas com saída da Barra Funda (879 A) e Tietê (179A), divulgadas anteriormente, foram desativadas pela SP Trans. O visitante continua tendo à sua disposição uma linha gratuita oferecida pelos organizadores da Bienal, com saída do metrô Tietê. Para este final de semana, serão 15 ônibus, 5 vans e 3 microônibus funcionando ininterruptamente das 8h às 23h. O estacionamento do Anhembi possui 13 mil vagas, com um trenzinho para fazer o traslado do carro até a entrada do pavilhão. Bienal - De 9 a 19 de março de 2006, das 10h às 22h, no Pavilhão de Exposições do Anhembi - São Paulo - SP.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.