Biblioteca Pública de NY vende obra para comprar livros

A Biblioteca Pública de Nova York decidiu leiloar 19 obras de seus fundos artísticos para obter US$ 75 milhões que serão investidos na aquisição de novos livros, manuscritos e outros documentos. "Não somos um museu. Não dispomos de pessoal dedicado a pinturas e esculturas", declarou Paul LeClerc, presidente da instituição, ao The New York Times, que hoje dedica um espaço a este projeto. A casa de leilões Sotheby´s será a encarregada de lançar no mercado 15 quadros, entre eles dois retratos de George Washington feitos por Gilbert Stuart, e quatro esculturas. A obra mais cobiçada pelos colecionadores poderia ser Kindred Spirits, de Asher B. Durand, que especialistas estimam que poderia ser vendida por entre 25 e 30 milhões de dólares. A Sotheby´s considera que as vendas poderiam gerar entre US$ 50 e US$ 75 milhões, dinheiro que a biblioteca empregaria para adquirir manuscritos e livros. "Se não crescermos, não poderemos continuar dizendo que somos uma das bibliotecas mais importantes do mundo", acrescentou LeClerc. Esta prestigiosa instituição nova-iorquina é proprietária de algo mais do que 43 milhões de peças para pesquisa, incluídos 15,5 milhões de livros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.