Biblioteca paga US$ 10 mi por mapa

A única cópia do primeiro mapa onde está escrito o nome América, considerado como "o certificado de batismo do Novo Mundo", foi adquirido recentemente por US$ 10 milhões pela Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos. O mapa de Waldseemuller, que data de 1507, foi adquirido através de um pagamento inicial de US$ 500 mil dólares e a Biblioteca do Congresso tem dois anos para arrecadar os US$ 9,5 milhões restantes para completar a compra, assinalou hoje o jornal The New York Times.Este mapa tem ilustrações geográficas singulares realizadas na Era dos Descobrimentos sobre os achados de Cristóvão Colombo no centro da América. Mas, sem dúvida, seu selo distintivo é a inscrição da palavra "América" na região em que fica o Brasil.Este mapa será a jóia da coroa da coleção de mapas e atlas da Biblioteca do Congresso. O mapa mundi tem um interesse especial para os acadêmicos porque é a primeira mostra cartográfica das Américas como território separado da Ásia. O mapa está em perfeitas condições e será exposto à visitação pública neste outono.O valioso documento cartográfico é procedente da Alemanha, onde ficou mais de 350 anos, em poder da família do príncipe Johannes Waldburg-Wolfegg em Baden-Wuttermberg. Inicialmente pertenceu ao astrônomo e geógrafo Johann Schorier, do século 16, e depois de permanecer desaparecido por muitos anos, foi novamente encontrdo em 1901. Foi criado por Martin Waldseemuller, um ilustrador e cartógrafo alemão.

Agencia Estado,

04 de setembro de 2001 | 22h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.