BH recebe trabalhos da carioca Marília Kranz

A exposição Construção, Eros e Metafísica, da artista carioca Marília Kranz, está em cartaz na Grande Galeria do Palácio das Artes até o dia 27. A mostra tem obras do período de 1950 a 2000 entre óleos, relevos, esculturas, gravuras em metal, desenhos e estudos. A exposição já foi montada no Museu de Belas Artes, no Rio de Janeiro e no Palácio do Itamaraty, em Brasília. Em março de 2001 está prevista para o Museu de Arte Contemporânea em Curitiba, seguindo depois para o Museu de Arte Moderna da Bahia. Os dois primeiros quadros da exposição foram pintados quando a artista tinha doze anos. Marília Kranz nasceu no Rio de Janeiro em 1937, cursou a Escola Nacional de Belas Artes e, em 1966, participou do Salão Nacional de Belas Artes. De 1968 a 1974 realizou várias experiências utilizando materiais novos na época, como epoxy, fibras de vidro, e acrílico.Em 1974, montou uma grande exposição no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, onde seus relevos já começaram a ter formas quadradas e retangulares. Era a volta à pintura. Em 1978, foi uma das fundadoras da Associação de Artistas Plásticos Profissionais, da qual foi vice-presidente. Fez a curadoria da reedição da exposição de protesto Preto-e-Branco 1955/1995 no Museu Nacional de Belas Artes, Rio de Janeiro.Exposição de Marília Kranz ? Construção, Eros e Metafísica. Grande Galeria do Palácio das Artes (Av. Afonso Pena, 1537 ? Centro / Telefone: 0 _ _ 31 2377260). Até dia 27 de agosto. De terça-feira a sábado, das 13h às 21h. Domingos, das 16h às 21h. Entrada franca.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.