Benedito quer se afastar das novelas

Mesmo um mês depois do último capítulo de Esperança, Benedito Ruy Barbosa ainda se emociona quando lembra da novela e ainda chora quando pensa no destino dos personagens, que foi totalmente modificado por Walcyr Carrasco, seu substituto.A transformação mais drástica foi em relação ao destino de Camille (Ana Paula Arósio). Muitos capítulos antes do final, a moça se casaria com Samuel (Paulo Ricardo), pois, segundo o autor "amar é saber conceder e renunciar".Alguns capítulos depois, o personagem judeu se envolveria com a formação do Estado de Israel. Nas cenas finais o casal apareceria vivendo em um kibutz. Em uma carta emocionada para os pais, Camille diria que ali seria a terra da esperança.Aos amigos, Benedito se queixa muito sobre a forma como foi substituído por Carrasco. Diz que não recebeu nenhum telefonema do substituto para conversar sobre o destino da novela. E até mesmo o diretor Luiz Fernando Carvalho deixou de manter contato.Apesar de tantas turbulências, Benedito continua na Globo. Ele prepara duas minisséries para o ano que vem. A primeira delas, sobre o cangaço, já está em estágio bastante avançado."Agora quero me dedicar a esse gênero. A gente escreve os 30 capítulos, tem mais tempo de trabalhar o texto e depois dá até para acompanhar a produção de perto. Novela não dá, é muita correria, muita pressão. Quero dar um tempo nisso", diz o autor. Por hora, Benedito Ruy Barbosa só quer saber de férias, que vão durar um ano. Ele está recluso em seu sítio em Sorocaba. "Nadando e tocando muito trompete, que faz bem à saúde", diz.

Agencia Estado,

19 de março de 2003 | 10h44

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.