Imagem Fábio Porchat
Colunista
Fábio Porchat
Conteúdo Exclusivo para Assinante

Bem-vindo ao Brasil

Agora que o dólar chegou ao preço da gasolina, viajar para Nova York virou um problema. Paris e Miami se tornaram sonhos distantes. Li que o turismo interno está para crescer vertiginosamente. Já falei aqui uma vez de como o Brasil é incrível e de que como os brasileiros não conhecem o Brasil. A desculpa da maioria é: aqui dentro é caríssimo! Pronto, agora, lá fora está carissíssimo. 

Fábio Porchat, O Estado de S. Paulo

07 de junho de 2015 | 02h00

Chegou a hora de viajar em real. Mas antes de decidir ir a Foz do Iguaçu, Porto de Galinhas ou Salvador (lugares ótimos, aliás), gaste 15 minutos a mais no Google e descubra que nosso país é muito mais inacreditável do que você pensa. E alguns dos lugares, de que vou falar aqui, a maioria nunca nem ouviu falar. Eu era um desses até algum tempo atrás. Quer ver? 

Já ouviu falar em Alter do Chão? É conhecido como o Caribe brasileiro. Um lugar cheio de praias de rio, lá no Pará, que deixa qualquer um de queixo caído. De quebra, você ainda pode nadar com os botos. Ainda no Pará, tem a Ilha de Marajó, que provavelmente você lembra do nome, mas nunca imaginou que pudesse ser um destino atraente. Além das praias, de rio e de mar, o contato com os búfalos é inesquecível. Quando estava num safári pelo Quênia e contei que aqui tínhamos búfalos, ninguém acreditou. Nem os quenianos, nem os brasileiros que estavam viajando comigo. 

Se você é mais aventureiro deveria descobrir o Jalapão logo ali no Tocantins/Piauí. Dunas que se parecem com desertos, visual montanhoso deslumbrante e lagos lindos. Tudo isso num mesmo passeio. A Chapada Diamantina já é um pouco mais conhecida, trilhas pelas montanhas e cânions e cachoeiras incríveis bem pertinho, na Bahia, mas igualmente esquecida. Outra chapada, um pouco menos badalada, mas também cheia de atrativos é a dos Veadeiros, ali, do lado de Brasília, no Estado de Goiás. Não tão pertinho, mas tão bonito quanto é o Monte Roraima, vocês podem imaginar onde ele se encontra, que pode ser escalado, ou se pode chegar lá no alto de helicóptero. 

Se seu lance é caverna, aqui em São Paulo tem as sensacionais Cavernas do Petar, que você pode entrar, mergulhar e explorar tranquilamente. Vale levar os adolescentes. Se você quer praia, Maracajaú pode ser a sua pedida. Láááaáá no Rio Grande do Norte e com tudo o que se pode ter direito, quando o assunto é mergulhar. O Delta do Parnaíba é um ótimo aliado dos Lençóis Maranhenses. Pertinho um do outro, são ambientes peculiares e muito bonitos. Se o seu negócio é arte, Inhotim, a 60 quilômetros de BH é uma Disneylândia para adultos. O maior museu de arte moderna a céu aberto do mundo é dos melhores programas de todos. Obras de arte impactantes, enormes instalações com as quais você pode interagir, é deixar a imaginação correr solta. Uma dica é: leve sunga. 

O Brasil é bem mais do que Fernando de Noronha, Pantanal, Bonito, Abrolhos, Rio, as cidades históricas de Minas, Manaus e a floresta Amazônica. (Todos lugares imperdíveis.) Pesquise e viaje pelo Brasil. Aqui é o melhor lugar do mundo!

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.