Bela noite para voar com Zé de Abreu

O Casamento do Meu Melhor Amigo

LUIZ CARLOS MERTEN, O Estado de S.Paulo

16 de abril de 2012 | 03h08

16 H NA GLOBO

(My Best Friend's Wedding ). EUA, 1997. Direção de P. J Hogan, com

Julia Roberts, Dermot Mulroney,

Cameron Diaz, Rupert Everett, Philip Bosco, M. Emmet Walsh.

Julia Roberts surta quando seu melhor amigo (Dermot Mulroney) anuncia que vai se casar com Cameron Diaz. Ela percebe que o ama e, fingindo ajudar a noiva, tenta de todas as formas impedir a união. Seu confidente gay (Rupert Everett) percebe a manobra. Uma comédia romântica mais inteligente que a média da produção de Hollywood. E, acredite, apesar de Julia e Cameron, Everett rouba a cena. Reprise, colorido, 105 min.

Transformers: A Vingança

dos Derrotados

22H20 NA GLOBO

(Transformers: Revenge of the Fallen). EUA, 2009. Direção de Michael Bay, com Shia Labeouf, Megan Fox, Josh Duhamel, Tyrese Gibson, John

Turturro, Ramon Rodriguez.

O segundo filme da série bem- sucedida de Michael Bay. Bem- sucedida junto ao público, porque os críticos amam odiar o diretor (e seu blockbuster). A verdade é que Transformers é bem interessante e mereceria outro olhar. Bay leva ao limite

a experiência de Stanley Kubrick com Hal 9000 em 2001, mostrando Shia Labeouf no centro de um embate entre máquinas do bem e máquinas do mal. A questão central do filme - como "humanizar" uma máquina? É interessante comparar o cartaz da Globo com a animação Wall-E, que tem uma proposta semelhante, mas lá o robozinho é gentil, não o brutal Decepiticons deste filme. Iné-

dito, colorido, 150 min.

Aprendendo a Falar

23H30 NA CULTURA

(Learning to Talk). França, 2003.

Direção de Eric Lange.

O título em francês - Les Premiers Pas du Cinéma, à la Recherche du Son, ou Os Primeiros Passos do Cinema, Em Busca do Som - dão mais uma ideia do que se trata. O diretor Lange mostra que o cinema sonoro não nasceu de repente, com O Cantor de Jazz, em 1927. Foi todo um processo de evolução gradativa, que ele documenta. Bom de ver e comparar com

O Artista, de outro francês, Michel Hazanavicius, que foi o grande vitorioso no Oscar deste ano. Inédito, colorido, 52 min.

Bela Noite Para Voar

3H10 NA GLOBO

Brasil, 2009. Direção de Zelito Viana, com José de Abreu, Mariana Ximenes, Júlia Lemmertz, Marcos Palmeira, Cecil Thiré, Cacá Amaral.

O produtor e diretor Zelito Viana baseou-se no livro de Pedro Rogério Moreira - que coassina o roteiro com ele - para fazer este filme que não obteve nos cinemas o sucesso que merecia. Mostra um dia decisivo na vida do presidente Juscelino Kubitschek. O político que quis fazer o País avançar 50 anos em 5 enfrenta a oposição da Aeronáutica, que sabota voo do avião presidencial. José de Abreu dá conta da integralidade do personagem - o homem, o visionário, o amante. Produção feita no capricho, e bem narrada. O problema é o horário - tardio para o grande público que poderia almejar. Inédito, colorido, 87 min.

TV Paga

Um Dia nas Corridas

14 H NO TCM

(A Day at the Races). EUA, 1937.

Direção de Sam Wood, com os Irmãos Marx, Allan Jones, Maureen O'Sullivan, Margaret Dumont.

Leonard Maltin acerta na mosca ao dizer que a trilha com canções nem um pouco memoráveis e a própria história prejudicam este filme - e o impedem de ser uma obra-prima como Uma Noite na Ópera -, mas é impossível deixar de rir com Groucho, Harpo e Chico quando o trio foge da clínica da hipocondríaca Margaret Dumont para aprontar todas no hipódromo. A cena da sedução é um grande exemplo do humor dos Marx, mas o problema é que, neste horário, a emissora costuma apresentar os filmes dublados. O humor verbal de Groucho exige o vozeirão do cômico. Reprise, preto e branco, 111 min.

O Homem do Ano

18H20 NO CANAL BRASIL

Brasil, 2003. Direção de José Henrique Fonseca, com Murilo Benício,

Cláudia Abreu, Natália Lage, Jorge Dória, André Gonçalves.

Adaptação do livro O Matador, de Patricia Mello, com roteiro de Rubem Fonseca (pai do diretor). Aposta entre amigos transforma Máikel em assassino e herói da cidade - o homem do ano. Benfeito, muito profissional, mas falta alguma coisa. Compare com Heleno, também de José Henrique Fonseca, em cartaz nos cinemas (e que não é o grande filme que poderia ser). Reprise, colorido, 112 min.

O Portal do Paraíso

19H15 NO TELECINE CULT

(Heaven's Gate). EUA, 1980. Direção de Michael Cimino, com Kris

Kristofferson, Christopher Walken, Isabelle Huppert, Jeff Bridges,

John Hurt, Mickey Rourke, Willem Dafoe, Sam Waterston, Brad Dourif, Joseph Cotten.

O filme que carrega a fama de haver levado a empresa United Artists à bancarrota é um western sobre o embate entre imigrantes e grandes proprietá-

rios de terras no Wyoming, no século 19. Michael Cimino investe em cenas isoladas mais do que numa boa história. Cria momentos grandiosos, mas o conjunto é vago e insatisfatório, e nisso antecipa A Árvore da Vi-da, de Terrence Malick. Reprise, colorido, 149 min.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.