Beethoven pode ter morrido envenenado

O músico alemão Ludwig Van Beethoven morreu envenenado com chumbo, segundo afirma um grupo de investigadores de Ilinois, EUA, que pesquisou oito mechas dos cabelos do compositor por quatro anos. Partindo da informação de que Beethoven sofria de depressão, dores no estômago e estados de confusão, os cientistas buscaram provar a hipótese de que o excesso de chumbo presente no organismo poderiam ter provocado as alterações fisiológicas que atormentavam o maestro dos 20 aos 56 anos. As análises químicas registraram uma concentração de chumbo 100 vezes maior do que o normal nos cabelos de Beethoven. Os investigadores acreditam que a concentração do elemento nas águas onde o compositor se banhava era muito alta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.