BBC HD chega ao País e aposta na vida selvagem

Presente no Brasil, via rádio, desde 1938, a rede britânica BBC demorou a ter no País um canal próprio para escoar suas milhares de produções de entretenimento, entre documentários, séries de ficção e reality shows, comercializados pelo mundo todo. Mas agora, com o recém-lançado BBC HD - canal presente nos pacotes mais caros da Net (e, ao menos nos próximos quatro meses, exclusivo da operadora), pretende recuperar o tempo perdido. Pelo menos nesse início em terras brasileiras, o canal terá a maior parte da grade voltada à vida selvagem e documentários sobre ciência e culturas. E há uma razão para isso. "Nossa audiência, em qualquer parte do mundo, é aficionada pelos documentários", disse o produtor executivo Tim Scoones.

AE, Agência Estado

19 de junho de 2012 | 10h01

Há 20 anos dedicado a programas de vida selvagem, Scoones é também responsável pela maior aposta do canal para capturar a audiência brasileira neste primeiro mês de vida: a série "Planet Earth Live", um docu-reality que demandou custos da ordem de US$ 7 milhões, para uma produção de apenas um mês - e que aqui estreia nesta terça, às 20 horas.

Ideia que demorou dez anos para sair do papel e 18 meses para ser preparada, "Planet Earth Live" mostra a rotina pela sobrevivência de seis filhotes de diferentes espécies, em maio passado, tido como mês crítico em vários continentes, pelos eventos climáticos e biológicos associados à primavera no Hemisfério Norte e ao outono no Sul. São famílias de elefantes e de leões, no Quênia; de ursos-negros, em Minessota, nos EUA; de macacos, no Sri Lanka; de suricatos na África do Sul; e de baleias-cinza no Pacífico.

A audácia da série está no fato de que, no Reino Unido, ela foi exibida quase ao vivo, com cinegrafistas e apresentadores interagindo com alguns dos animais. Lá, porém, esse "quase ao vivo" gerou críticas, já que a propaganda anunciava "imagens em tempo real de criaturas magníficas" e pouco tempo foi dedicado a imagens realmente ao vivo.

Aqui, porém, a série já chega devidamente editada, em seis episódios (no ar às terças e quintas), com belas imagens e muito apelo dos reality shows. "Não é o Big Brother, mas também parece uma novela, com drama e cenas de bastante emoção", explica Scoones. "Contamos um mês de história na vida desses animais, mas o roteiro foi a natureza quem escreveu. É um reality show sem celebridades fake."

Com apenas três semanas de existência, o BBC HD já entra no País com a obrigação de cumprir a nova lei da TV paga (Lei n.º 12.485/11), que prevê exibição de conteúdo nacional feito por produtora independente em horário nobre a partir de setembro. Por enquanto, a BBC conversa com as produtoras Mixer e Bossa Nova Films, mas segundo executivos do canal, nos últimos meses aumentou a procura por produtoras brasileiras interessadas em firmar parcerias com a rede.

O único projeto fechado até agora é com a Bossa Nova, na série "The Wild Brasil", prevista para janeiro de 2014, com três episódios de uma hora. "Já estamos gravando na caatinga do Piauí e, em breve, vamos para o Cerrado, para o Pantanal e Amazônia", conta o produtor da Unidade de História natural da BBC, Joe Stevens, que mora no Brasil. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
televisãoBBC HD

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.