''BATICUM'' é alfaia com sampler

Quando Naná tocou o instrumento que ele chama de "baticum", muita gente que estava no ensaio no Marco Zero anteontem ficou procurando de onde saíam os sons dos metais, que produzem grande efeito. Naná conta que o baticum foi feito de encomenda para ele pelo artesão Maureliano, que faz alfaias de maracatu. Trata-se de um conjunto de quatro tambores, um deles com pedal acoplado a um sampler, que ele vai tocar pela primeira vez no carnaval do Recife. "A amarração dos tambores é como se fossem alfaias, mas tive a ideia de trigar com coisas eletrônicas. Peguei samples de trompetes e trombones de big bands", diz Naná. Carlinhos Borges, tecladista de sua banda, sampleou os sons e controla as mudanças de tonalidades.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.