Divulgação
Divulgação

Barbie mais cara do mundo é leiloada em Nova York

Dinheiro do leilão será destinado para fundação que pesquisa câncer de mama

EFE

21 de outubro de 2010 | 05h26

Uma boneca Barbie usando colar com diamante cor-de-rosa se transformou na quarta-feira, 20, na mais cara do mundo, ao ser vendida por US$ 302.500 na sede nova-iorquina da casa de leilões Christie's.

A casa de leilões informou hoje que o valor atingido pela popular boneca loira bate o recorde mundial para uma Barbie, que até então era de uma vendida pela mesma casa de leilões em 2006 por US$ 17.091.

"É um símbolo feminino, um símbolo muito forte e um grande nome que todo mundo conhece", afirmou à Agência Efe o chefe da seção de joalheria da Christie's, Rahul Kadakia.

Não foram divulgados detalhes sobre o comprador. Sabe-se no entanto, que o dinheiro da venda será destinado à Fundação para a Pesquisa do Câncer de Mama.

Tudo o que sabemos sobre:
Barbie, leilão, Nova York

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.