Bang-Bang ganha mais capítulos, apesar da baixa audiência

Nem a baixa audiência fez com que a Globo antecipasse o fim de Bang Bang. A novela, prevista para sair do ar no dia 21 de abril, será esticada até 5 de maio. Não porque seja um sucesso de audiência. É que João Emanuel Carneiro, autor da substituta, Cobras e Lagartos, vem enfrentando dificuldade em fechar o elenco, disputado entre Sinhá Moça, de Benedito Ruy Barbosa, próxima novela das 6, e Páginas da Vida, de Manoel Carlos, próxima das 9. Carolina Dieckman, por exemplo, foi anunciada como a Sinhá Moça por Ricardo Waddington, mas acabou escalada para viver a vilã na trama das 7, de Carneiro. Por esse motivo, a emissora carioca optou por suportar mais duas semanas de desempenho fraco na faixa das 19 horas, em vez de comprometer a qualidade da nova novela, que terá a dura missão de recuperar a audiência perdida - oscila entre 25 e 28 pontos. A confusão começou com a saída do autor Mario Prata, dono da sinopse inicial, que deixou a novela por problemas de saúde. No fim, a trama caiu nas mãos de Carlos Lombardi, que pegou o bonde andando e corre para entregar os capítulos.

Agencia Estado,

25 de fevereiro de 2006 | 16h09

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.