Bandas de rockstars lendários agitaram a av. São João

GrandMothers Re-Invented, de remanescentes da banda do guitarrista Frank Zappa, abriram a Virada Cultural em São Paulo

16 de maio de 2010 | 00h12

Uma temperatura mais amena que a dos dias precedentes fizeram com que a abertura da Virada Cultural 2010 fosse bastante agradável. O primeiro show do palco de rock, na Avenida São João, foi da banda GrandMothers Re-Invented, integrada por remanescentes da banda do guitarrista Frank Zappa.

 

Fãs de HQ's encenam batalhas medievais na Praça Rossevel

Seleção de atrações para não perder tempo

Acompanhe no Twitter

 

Eles deram a largada para o rock'n'roll às 20 horas, com Pound for a Brown. Tocaram 15 músicas ao todo. A primeira fila do show era feita de zappamaníacos de todos os quadrantes, que gritavam "Salve Frank Zappa" e demonstravam conhecer cada dissonância da música. Eles aprovaram o guitarrista da banda, Miroslav Tadic.

 

"A música de Frank Zappa agrada todo tipo de apreciador da música porque ela contém tudo: rock, funk, blues, reggae. E a gente já planeja até incluir algum samba", disse o saxofonista, cantor e flautista Napoleon Brock, que lidera o grupo norte-americano. Eles tinham tocado um dia antes no clube Inferno, na Rua Augusta, e não ficaram totalmente satisfeitos em fazer um show de apenas uma hora de duração na Virada - entre 20h e 21h.

 

Às 21h45, começou o show do Big Brother & The Holding Company, que acompanhou Janis Joplin em São Francisco. O guitarrista comunicou-se com a plateia em português. A cantora Sophia iniciou com Down on Me. O tom era de banda cover, ao contrário dos GrandMothers.

Tudo o que sabemos sobre:
Virada Cultural

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.