Banda larga facilita indústria do entretenimento

A dificuldade para carregar arquivos pesados limitou o tipo de conteúdo oferecido na Internet. Os sites dispunham principalmente de textos e imagens estáticas porque a baixa velocidade impedia a transferência de vídeo e serviços mais ricos. Para piorar a situação, a rede de dados vive congestionada e a linhas telefônicas foram concebidas para transmitir apenas sinais de voz.A promessa de solução para esses problemas de conexão e limitações de transmissão de dados está nas redes de alta velocidade (ou banda larga), cerca de 20 vezes mais rápidas que a banda estreita (utilizada atualmente). Elas vêm conseguindo um grande crescimento a cada dia e acabam com o transtorno da linha telefônica ocupada e com o risco de queda na ligação. As empresas que oferecem o serviço - companhias de telecomunicação e de televisão por assinatura - estimam que, até o fim do ano, haverá 180 mil brasileiros utilizando esse serviço, que permite acessar arquivos pesados, como, por exemplo, os que contêm som e imagem de um filme.A supervelocidade da banda larga acaba com dois dos principais problemas da Internet: a conexão e a transmissão de dados de vídeo e áudio. E o desenvolvimento dessa nova tecnologia está diretamente ligado à proliferação de redes de fibras ópticas, responsáveis pela rapidez na difusão de dados. A KMI Corporation, líder mundial em pesquisas nesse mercado, prevê que as redes brasileiras saltarão de cerca de 2,4 milhões de quilômetros instalados em 1998 para 9,5 milhões de quilômetros em 2003 - 295% de expansão.A massificação da banda larga pode ser viabilizada, ainda, por seu enorme potencial de geração de negócios. Cerca de 80 empresas no Brasil já procuram construir canais para o tráfego de voz, imagem e dados. A melhoria na qualidade de imagem também vai revolucionar serviços oferecidos pela Internet como os bancários. A segurança será garantida por meio do acesso via reconhecimento da íris: basta aproximar o olho da câmara no computador para substituir as senhas. Também a indústria do entretenimento já se prepara para segurar a atenção on-line do usuário durante mais horas por dia. Para isso, diversos artistas estão sendo convidados para comandar programas transmitidos pela rede mundial, o que só é realmente atraente via banda larga.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.