Divulgação
Divulgação

Banda de mentira vira verdade em nova série

'Meus Dias de Rock' mostra trama de jovem que sonha em se tornar estrela

JOÃO FERNANDO, O Estado de S.Paulo

12 Dezembro 2014 | 02h07

Existente apenas na ficção, a banda Coelho Branco terá um pé na realidade. Criado para fazer parte da história da série Meus Dias de Rock, que estreia hoje, às 22 horas, no Canal Brasil, o grupo ganhará sobrevida quando o primeiro episódio for ao ar. Assim que a exibição terminar, a música apresentada na TV estará disponível para ser baixada na internet, como se o quinteto formasse uma banda de verdade.

Idealizada por Bernardo Barreto, também protagonista, a produção mostra a trajetória de Lucas, um jovem que precisa sustentar a mãe com problemas graves de saúde ao mesmo tempo em que sonha se tornar uma estrela do rock. Entretanto, quanto mais a vida pessoal se complica, melhor é o desempenho da banda, que busca o sucesso. A cada episódio, o grupo canta uma música nova, que ficará no www.meusdiasderock.com.br. "Cada temporada termina o ciclo de um disco, que vamos colocar à venda", explica.

Para a missão de misturar a história com a música, Bernardo recrutou o produtor Kassin, responsável por discos de artistas como Caetano Veloso e Seu Jorge. A dupla se juntou aos cantores Wado e Cícero, revelações da MPB. "A gente batia um papo e eles traziam algumas coisas. São músicas originais, como se eles fossem os personagens", relembra. O primeiro encontro de Bernardo com os companheiros de banda foi no estúdio. "Todos são músicos profissionais e só dois era atores. Sempre tocamos ao vivo", revela o ator, que teve uma semana para gravar as 12 faixas que darão origem ao disco da série.

Em meio aos conflitos familiares e profissionais, Lucas terá momentos em que se isola dos problemas e se encontra com a misteriosa Solidão, vivida por Mariana Ruggiero. "Ela até pode ser uma ilusão, mas isso vai de acordo com o olhar do espectador", avalia a atriz. "Ela é a solidão do poeta. Não é um fantasminha Pluft", compara Bernardo. Ao lado da jovem, ele terá cenas de inspiração e reflexão. "Ela é como se fosse a consciência dele", aposta Mariana. As sequências em que os dois estão juntos acontecem em lugares arriscados, como uma avenida onde passam muitos carros ou no parapeito de prédios altos. "Foi tudo feito sempre com cuidado, nunca me colocaram em risco", garante a mineira.

Desta vez, Mariana assume nova função no Canal Brasil. A moça, que dá expediente como repórter dos festivais de cinema pelo País, se aventura pela primeira fez em uma produção de ficção da emissora. "Uni as duas profissões, pois sou formada em jornalismo e em artes cênicas", diz a jovem, que, literalmente, bateu à porta do canal e se ofereceu para trabalhar e conseguiu uma vaga. Nas próximas semanas, ela será vista no cinema no longa infantil O Segredo dos Diamantes, de Helvécio Ratton.

A ideia de rodar Meus Dias de Rock começou há oito anos, entretanto, Bernardo Barreto, que na época tinha um papel de destaque em Malhação, demorou a convencer produtores e canais de TV. "A Globo não me ouviu. Naquele tempo, só autores apresentava projetos. Atores não", conta. Em seguida, o programa foi aprovado em um pitching do Multishow, porém, a história se arrastou até chegar ao Canal Brasil. Apesar de cedo, já existe roteiro da segunda temporada.

Mais conteúdo sobre:
O Estado de S. Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.