Banda 1/2 Dúzia de 3 ou 4 apresenta novo trabalho

A extinta civilização maia acreditava que o mundo acabaria em 2012, mais precisamente no dia 23 de dezembro. Livros e filmes já foram lançados com esse tema, digamos, apocalíptico. Uns, por outro lado, levam a profecia para o lado da brincadeira. A banda 1/2 Dúzia de 3 ou 4 (com nome em numeral, mesmo) prefere fazer piada e pegaram o gancho do hipotético fim do planeta para divulgar seu segundo trabalho.

AE, Agência Estado

21 de dezembro de 2010 | 10h36

Com o nome de "O Fim do Mundo Está Próspero: Trilha Sonora (Oficial) Para o Fim do Mundo", o projeto consiste em apresentar, a cada dois meses, uma nova composição do grupo, em seu site. A ideia é que cada música soe atual e narre os "últimos meses de vida do planeta". "O 1/2 Dúzia tem esse jeito peculiar de fazer música", explica Thiago Melo, 36 anos, violão e voz da banda e também designer. "O que costumamos dizer é que fazemos crônicas musicais. Pegamos o momento e discorremos sobre ele, de maneira bem humorada", destaca ele.

"O Fim do Mundo Está Próspero" teve início em abril e nesta semana foi lançada a quinta música, de um total de 11. São interessantes capítulos sobre o nosso cotidiano. As letras bem-humoradas estão presentes em todas as temáticas. Sem exceção. Ora com mais ironia, ora com mais piada. Há, por exemplo, a música Esquecimento Global, lançada em junho e que aborda a conscientização sobre o aquecimento global, com um tom ácido e crítico: "De que adianta o bolso cheio sem camada de ozônio / Se o vizinho olhar feio, vamos enriquecer plutônio / Mas como não tem acordo, isso é só mais um engodo / Se a fumaça não tem dono é melhor deixar pra ONU".

Mas é "De Novo, Christina?", a mais divertida e deliciosa delas. A canção conta a história de um casal que se conhece às vésperas do fim do mundo. Eles se apaixonam perdidamente, mas a moça não quer ir para cama com o rapaz. "Trata-se de uma alusão ao nosso primeiro disco", explica Thiago. A personagem Christina, columbina, aparece no primeiro trabalho do grupo, "Tudo Se Torna", lançado em 2009.

Mas, ao contrário do disco anterior, que teve um lançamento em formato físico, a ideia, desta vez, é fazer uma ampla divulgação pela internet. Não que o primeiro disco não seja encontrado para download no site deles. Acontece que agora a divulgação pela web é maciça. Cada música lançada vem com a possibilidade de fazer o download em MP3 e o ringtone para o celular, além da letra e a ficha técnica. O melhor, mesmo, são os videoclipes criados para cada uma delas.

O 1/2 Dúzia de 3 ou 4 começou há sete anos. Era uma dupla, hoje são sete: Arnaldo Nardo (bateria), Daniel Carezzato (voz e percussão), Lia Bernardes (voz), Marcos Mesquita (baixo e voz), Mike Reuben (flauta e sax) e Sérgio Wontroba (clarinete e sax) - além de Thiago. As informações são do Jornal da Tarde.

Tudo o que sabemos sobre:
músicabanda12 Dúzia de 3 ou 4

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.