Band e Globo confirmam debate; Record fica para trás

No primeiro turno das eleições, apenas Bandeirantes, Gazeta e Globo tiveram disposição para bancar debates, arcando com as possíveis ausências de quem liderava pesquisas - caso de Lula e de Aécio Neves em Minas, e de José Serra na Band e na Gazeta, em São Paulo. SBT e Record desistiram de correr esse risco. Agora, para segundo turno, o embate para a presidência da República deve ocorrer somente na Band e na Globo. A Record, por exemplo, só agora começa a correr atrás de Luiz Inácio Lula da Silva e de Geraldo Alckmin.Ambos confirmam presença na Band para o próximo domingo, às 9 da noite. Na Globo, o encontro está marcado para o dia 27, antevéspera da votação.Diga-se que todos os canais prometem cobertura intensiva de eleições, mas a Band continua a honrar a promessa como ninguém. A Globo deu conta do recado à base de boletins; Cultura e Gazeta bancaram a interrupção da programação após as 17 horas e o SBT se resumiu aos intervalos comerciais.Não é um tema que atraia ibope, daí a ousadia de quem pára tudo para priorizar a informação. A Band ficou no patamar dos 4 pontos entre 17 e 22 horas. É mais do que o horário costuma registrar em São Paulo e representa 220 mil domicílios.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.