Ulises Ruiz / AFP
Ulises Ruiz / AFP

Balões enchem de cor o céu do México, em festival com público virtual

Enormes figuras de personagens animados, como Bob Esponja e A Galinha Pintadinha, ergueram-se no ar diante do olhar atônito de alguns sortudos que testemunharam o festival ao vivo

AFP, Redação

16 de novembro de 2020 | 11h01

Uma centena de balões de ar quente de todas as cores e formas encheram o céu da cidade de León, no estado mexicano de Guanajuato (centro), durante o início do Festival Internacional de Balões, que neste ano grande parte do público assiste apenas virtualmente por causa da pandemia da covid-19

Enormes figuras de personagens animados, como Bob Esponja Calça Quadrada e A Galinha Pintadinha, ergueram-se no ar diante do olhar atônito de alguns sortudos que testemunharam o festival ao vivo, que foi também transmitido via streaming pela primeira vez em 18 anos. 

"Este ano, o festival é um pouco diferente, há menos balões, menos pessoas (...) mas é um descanso para mim, no meio de um ano tão difícil", afirma María Inés López, espectadora do 53 anos. 

A pandemia obrigou os organizadores do Festival Internacional de Balões (FIG) a fechar o acesso ao meio milhão de visitantes que costuma comparecer ao evento, oferecendo-lhes em troca a experiência de assistir à distância. 

Somente cerca de 400 pessoas tiveram acesso ao local do evento este ano, entre pilotos, membros da organização e alguns convidados. 

"É o único evento a ser transmitido online para todo o mundo neste ano, o único que se atreveu a acontecer", explica Escandra Salim, diretora do FIG. 

Por causa das restrições sanitárias, os organizadores mudaram o local do festival, transferindo-o do Parque Metropolitano para um clube de golfe, onde era obrigatório que os participantes fizessem uso de máscara, álcool-gel e passassem por medição de temperatura.

O FIG, que encerrará as atividades nesta segunda-feira, reuniu este ano balões de ar quente pilotados por profissionais do México, França, Canadá, Estados Unidos e Brasil, entre outros países.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.