Balé da Cidade em seleto repertório

Um seleto e importante repertório será apresentado pelo Balé da Cidade de São Paulo a partir de amanhã, às 21 horas, no Teatro Municipal. No palco, as peças Sinfonia de Réquiem, do português Vasco Wellenkamp, Axioma 7, do israelense Ohad Naharin, e o destaque da noite Shogun (Ao Meu Avô), da brasileira Ivonice Satie."Todas essas coreografias são remontagens, mas Shogun faz sua estréia no Balé da Cidade, depois de 18 anos de vida", conta a diretora do grupo Ivonice Satie. "Esse foi um dos meus primeiros trabalhos e é uma emoção muito grande remontá-lo para a companhia que dirijo." Ivonice diz que não costuma dirigir as próprias criações, prefere abrir espaço no Balé da Cidade de São Paulo para experiências de outros criadores."Essa peça, no entanto, tem um valor muito especial para mim, pois foi criada em 1982 como um tributo a meu avô, a pessoa que me influenciou para as artes, principalmente para as artes marciais," explica a coreógrafa. "Foi com ele que vivenciei, pela primeira vez e antes da dança, essa filosofia oriental e aprendi a identificar os movimentos autênticos."Shogun (Ao Meu Avô) é uma peça curta, porém repleta de emoção, que mostra, também, a mescla entre a cultura ocidental e oriental. "Essa fusão de culturas sou eu, há na coreografia um pouco da minha alma, da minha conduta de vida", conta Ivonice.Esse trabalho recebeu três prêmios internacionais: em 1983 venceu o Concurso Internacional de Coreografia em Nyon (Suíça); em 1988, tirou o segundo lugar no Concurso Internacional de Varna (Bulgária); e, em 1996, o primeiro lugar na Jackson Competition, nos Estados Unidos. O público poderá conferir, não o balé inteiro, apenas o dueto. A trilha sonora do espetáculo tem música de Milton Nascimento e Fernando Brandt e arranjos do grupo Uakti.Assim como a criação de Ivonice Satie foi consagrada com prêmios, também Sinfonia de Réquiem e Axioma 7, receberam elogios da crítica internacional. "Todas as vezes que nos apresentamos na Europa temos de incluir essas duas coreografias no programa e, acrescentar Shogun (Ao Meu Avô) ao repertório é uma grande honra", afirma a diretora."Além de toda a expressividade desses trabalhos, depois de quase 30 anos no Teatro Municipal, como bailarina e pela segunda vez como diretora, ver uma criação minha ser encenada é como se estivesse em casa," reforça Ivonice. Balé da Cidade de São Paulo. Amanhã, quinta e sábado, às 21 horas; domingo, às 17 horas. De R$ 2,00 a R$ 8,00. Teatro Municipal. Praça Ramos de Azevedo, s/n.º, tel. 222-8698

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.