Balé da Cidade dança de graça em SP

O Balé da Cidade de São Paulo tem uma tripla estréia neste fim de semana: é a primeira vez que o grupo faz apresentações no Teatro São Pedro; também é o encontro inicial entre as companhias 1 e 2; e Mônica Mion assume a direção. O repertório é bem conhecido do público, com as peças Paixão, de Deborah Colker, In Pulso, de Henrique Rodovalho, Óculos Azuis, Olaf Schmidt e Quase Dois, de Claudia Palma. Todas as apresentações são gratuitas.Em abril, de 18 a 22, o Balé estréia uma nova temporada no Teatro Municipal. Temos a intenção de promover mudanças no repertório, incluir novas peças, destacando coreógrafos brasileiros e pessoas da casa, diz a diretora.Para a apresentação no São Pedro, o programa ainda é antigo: a companhia 1 dançará Paixão e In Pulso. A primeira, como o próprio nome denuncia, fala sobre o sentimento e seus vários estágios. In Pulso foi criada especialmente para o grupo e é uma peça urbana. "É uma coreografia diferente de Paixão, pois lida com movimentos que mostram a técnica e a qualidade dos bailarinos", afirma Mônica.A companhia 2 encenará Óculos Azuis, cujo tema é um casal apaixonado em um banco de praça, ao som de Richard Wagner. Quase Dois pode ser considerada como uma reestréia, porque a coreografia foi adquirida em março de 1999 e não foi mais apresentada. É uma peça que exige maturidade técnica e pessoas experientes.Balé da Cidade de São Paulo. Direção de Mônica Mion. Duração: 1h30. Sexta e sábado, às 21 horas; domingo, às 19 horas. Entrada franca. Teatro São Pedro. Rua Barra Funda, 171, tel. 3661-6529. Até domingo

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.