Baile de máscaras levanta recursos para o MAM

Luana Piovani deverá roubar a cena mais uma vez. Ela confirmou ontem a compra de uma das dez máscaras de ouro feitas pela H. Stern para o 3.º Baile de Máscaras do MAM, a fórmula divertida de arrecadar fundos para enriquecer o acervo de obras contemporâneas do Museu de Arte Moderna de São Paulo. Precinho do mimo: R$ 4.500, dos quais R$ 2 mil vão para a caixinha do museu.Outros artistas - como Regina Duarte -, celebridades, modernos e culturetes em geral estarão entre os mil convidados da festa. O ingresso para a balada, marcada para esta quinta-feira, é uma das máscaras criadas por dez artistas plásticos, pelas quais os interessados vão desembolsar R$ 220."A nossa é feita sob encomenda e pretendo entregar outras três até o dia do baile", avisa Tipiti Simonsen Barros, gerente de Projetos Especiais da H. Stern. Como faltam apenas dois dias, a chance de Luana cintilar absoluta com seu exemplar de ouro é enorme. "Vai ser ótimo para ela, apesar de não ser tão bom para nós", pondera Tipiti. Das outras máscaras, ainda há algumas disponíveis. "A única que esgotou foi a da Lina Kim", informa a coordenadora Paula Medeiros.Além de Lina, fizeram máscaras para esta edição os artistas Albano Afonso, Caetano de Almeida, Carmela Gross, Dora Longo Bahia, Iran do Espírito Santo, Leda Catunda, Nelson Leirner, Paulo Climachauska e Sandra Tucci, que fizeram cem unidades cada. As obras vêm com atestado de autenticidade e poderão ser adquiridas até o dia do baile. O evento promete ser como os realizados pela Sociedade Pró-Moderna (Spam) nos anos 30. Por isso, quem adquirir uma máscara levará como cortesia o CD café mamsp, com direito ao hino da Spam, uma marchinha que ganhou versão eletrônica.Baile de Máscaras do MAM, quinta-feira (26/9), às 21h30, no Grand Hyatt São Paulo (Av. das Nações Unidas, 13.301). Ingresso: máscara, que pode ser comprada pelo tel.: 5549-9688, ramal 1142. Preço: R$ 220.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.