Bahia expõe arte de Aleijadinho pela primeira vez

Pela primeira vez Antonio Francisco Lisboa, o Aleijadinho, vai ter suas esculturas mostradas em Salvador. O Museu de Arte Sacra da Bahia abre na terça-feira uma exposição com 42 peças do gênio do barroco mineiro, pertencentes à coleção particular do paulista Renato Witaker. A mostra já percorreu vários países e será levada a cidade de São Petesburgo no próximo ano. "É um acontecimento extraordinário pois nunca se organizou uma mostra do Aleijadinho no Nordeste", comemorou o diretor do museu Francisco Portugal.Minas Gerais e Bahia produziram os maiores artistas plásticos do barroco brasileiro entre os séculos 18 e 19. Curiosamente, as duas escolas vão se encontrar agora no Museu de Arte Sacra. É que desde junho, o museu inaugurou a exposição permanente Barroco da Bahia com cerca de cem peças das principais igrejas de Salvador, raramente mostradas ao público. Entre as esculturas do Barroco da Bahia estão três atribuídas a Manuel Inácio da Costa, considerado um gênio desse estilo.Conforme Portugal, a exposição do Aleijadinho é co-promovida pelo Instituto do Patrimônio Histórico Artístico Nacional (Iphan) que tombou três das 42 esculturas da mostra. "São várias santas, santos e cristos em tamanhos que variam de 10 centímetros a 90 centímetros de altura", explicou. Para receber peças tão significativas, o museu vai abrir também aos sábados e domingos, o que não é comum. A entrada é franca e o horário de funcionamento é das 11h30 às 17h30, de terças a sextas. Sábados e domingos das 12h às 19h30. A exposição vai até o fim de setembro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.