Babenco abre seção Cannes Classics

Além de Diegues e dos sete diretores que assinam os episódios de Cinco Vezes Favela, o maior festival de cinema do mundo terá brasileiros em outras seções. Nenhuma é mais ilustre do que a de outro veterano que também estará voltando à Croisette. Hector Babenco foi jurado e participou da competição com O Beijo da Mulher Aranha, Carandiru e Coração Iluminado. Pelo primeiro, William Hurt recebeu o prêmio de interpretação masculina em 1984. E O Beijo, na versão restaurada comemorativa dos 25 anos do filme, foi selecionado para abrir a seção Cannes Classics, dedicada a grandes filmes de diferentes gêneros ao redor do mundo, restaurados. Babenco já arruma as malas. William Hurt e Sônia Braga, a própria Mulher Aranha, também são aguardados em Cannes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.