Babel

DIGITAL-1

Raquel Cozer, raquel.cozer@grupoestado.com.br, O Estado de S.Paulo

16 Julho 2011 | 00h00

Estreia em e-books com promessa de preços baixos

A Novo Século, que tem no catálogo best-sellers como O Sete, de André Vianco, demorou a começar a vender e-books, mas estreia no segmento nos próximos dias com a promessa de preços bem mais baixos que os do mercado. Enquanto grandes editoras costumam oferecer livros digitais com descontos de no máximo 40% em relação aos impressos, a casa de Osasco diz que os seus custarão até 75% a menos - caso dos títulos da Coleção Virginia Woolf, que em papel chegam a R$ 39,90 e ficarão por R$ 9,90 cada um. "Queremos ganhar mercado pelo preço. Creio que os e-books ajudarão inclusive a divulgar os títulos impressos", diz Cleber Vasconcelos, responsável por novos negócios na editora. A meta é oferecer em três meses 80% do catálogo de 510 livros nos formatos ePub ou PDF. A saber se a casa conseguirá fazer com que "exceções", como a série House of Night - que terá desconto de apenas 37% na versão ePub -, não virem regra.

DIGITAL-2

No topo da lista

Com e-books custando no máximo R$ 12, a pequena KBR tem ficado no topo nas listas de mais vendidos. Há dez semanas, Domingo, O Jogo, de Cassia Cassitas, passou a liderar a da Cultura. Está prestes a atingir 2 mil cópias comercializadas, um feito para um e-book no Brasil - considerando que, por exemplo, há três meses o título Estrela Brasileira, também da KBR, ficou em primeiro com apenas 17 downloads numa semana.

DIGITAL-3

Autores independentes

O sistema de self publishing da Singular Digital, em fase beta há um ano, será uma prioridade da empresa daqui para a frente. Para reforçar os trabalhos nesse sentido, a Singular passará a permitir aos autores independentes publicar em e-book, além de imprimir por demanda. O trabalho fica a cargo de Carlo Carrenho, contratado como diretor executivo, em equipe reforçada ainda pelo diretor de negócios João Casacio.

TRADUÇÃO

O Enigma em turco

O Enigma de Qaf, romance em que Alberto Mussa investiga o árabe, virou capa do suplemento literário do Vatan (A Nação), na Turquia, onde acaba de ser lançado. "É uma sorte mágica poder ler o livro de Alberto Mussa em turco", avalia o texto.

*

A obra sai em setembro na Romênia e foi vendida à Argentina e ao Egito, totalizando sete países. Também em setembro, O Movimento Pendular sai na França com tradução de Stephane Chao, agente de Mussa.

BANCAS

Investimento no popular

Os três recentes títulos da Coleção Mitologia Superinteressante (Deuses, Heróis e Lendas) representam nova aposta da Abril no mercado de livros populares, usando a lógica da venda de revistas: tiragem alta (12 mil por volume), distribuição nacional e em bancas. Se as vendas forem expressivas, a revista deve passar a ter uma "editora Super".

QUADRINHOS

Entre a tira e a piada

O especialista em quadrinhos Paulo Ramos dedicou o doutorado a responder a uma pergunta que, num primeiro momento, parece simples: se tiras de jornal são uma forma de piada. O resultado, defendido em 2007, sai agora em livro pela Zarabatana. Faces do Humor: Uma Aproximação Entre Piadas e Tiras exigiu do autor longa investigação sobre as linguagens dos dois gêneros, piadas e tiras, analisando trabalhos como As Cobras (abaixo), de Luis Fernando Verissimo.

MÚSICA-1

Os reis do mambo

O mais recente romance do Pulitzer de ficção Oscar Hijuelos, Beautiful Maria of My Soul, foi comprado pela Livros de Safra. A trama é centrada na musa de The Mambo Kings Play Songs of Love, o romance que rendeu a Hijuelos em 1990 aquele inédito prêmio para um hispânico. The Mambo Kings, que originou o filme Os Reis do Mambo, com Antonio Banderas, saiu em 1989 pela Objetiva e agora também pertence à jovem casa.

MÚSICA-2

O rei do soul

Ainda em fase de elaboração, The One, Life and Music of James Brown, do editor sênior da Los Angeles Magazine J.R. Smith, teve os direitos comprados pela Leya. A editora pretende publicá-lo em março, junto com a edição original - para qual o selo Gotham, da Penguin, prepara megalançamento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.