Babel A experiência que vem daqui NEGÓCIOS

MARIA FERNANDA RODRIGUES

MARIAF.RODRIGUES@GRUPOESTADO.COM.BR, O Estado de S.Paulo

07 de abril de 2012 | 03h09

O iminente início das operações da Amazon, Google ou Apple no mercado editorial brasileiro causa burburinho por aqui, mas não interessou à organização do TOC, principal conferência sobre o livro digital do mundo, a ser realizado pela primeira vez na América Latina, dia 20, em Buenos Aires. Newton Neto, do Google, até estará lá, porém vai dividir um painel com profissionais da Saraiva, Copia e BajaLibros. "Vou falar sobre como o Google Play vai mudar a experiência de usuários com livros e outros conteúdos digitais, assim aumentando a base de leitores nos países em desenvolvimento", comenta Neto. Mas quem terá mais tempo de palestra será Bruno De Carli, diretor do projeto Pasta do Professor. Criado pela Associação Brasileira de Direitos Reprográficos (ABDR) como uma forma de coibir as cópias ilegais, a Pasta do Professor foi mudando ao longo dos anos, perdendo clientes menores e priorizando um único grande contrato, com a Universidade Estácio de Sá - em 2009, ela decidiu que daria todo o material didático do curso ao aluno. São fascículos personalizados, impressos, criados a partir de 3.800 títulos de editoras diversas. No começo, 6 mil estudantes foram atendidos. Hoje, já são 150 mil e dá para crescer mais: a universidade tem 240 mil alunos. O experimento agora é com o digital. Cerca de 5 mil alunos já ganharam tablets da faculdade, com o mesmo conteúdo dos fascículos, e novas turmas serão incluídas no piloto. "Não existe nada parecido no mundo e o projeto está chegando à maturidade", conta De Carli. Se será assim a oferta de material didático daqui para a frente? "O tablet é na direção de, mas não sei se já é o formato definitivo", diz.

DIGITAL 1

No rastro do governo

Há quem diga que o mercado de livros digitais só vai deslanchar, de fato, quando o governo abraçar a ideia. O MEC prevê, para o próximo semestre, a distribuição de 600 mil tablets - sem conteúdo - para professores, e as oportunidades começam a aumentar para as editoras. Outra prova de que o caminho foi aberto: editoras de livros didáticos que vendem para o governo devem entregar um CD com o conteúdo dessas obras (mas isso ainda não é o e-book). Se

o projeto der certo, crescem também as oportunidades para quem fornece tanto

a tecnologia quanto o conteúdo.

*

De olho nisso, Pedro Huerta, diretor do Kindle, e Mauro Widman, contratado para trazer a Amazon ao País, se reuniram com o ministro Aloizio Mercadante em Brasília há alguns dias. Trataram "de uma série de assuntos", esquivou-se Widman.

DIGITAL 2

Na mão inversa

A Autêntica não tem um grande catálogo de e-books e ainda não pretende lançar, em formato digital, títulos cujas vendas em papel estão em crescimento. Mas enquanto planeja melhor sua presença nas e-bookstores nacionais e aguarda a chegada dos grandes players, a editora mineira testa um novo modelo de negócios: traduz seus títulos infantis para o inglês, francês e espanhol e os disponibiliza na loja da Apple. Mais de 5 mil exemplares já foram vendidos.

*

A Callis, do seu lado, quer aproveitar a biblioteca digital que criou em 2010, em português mesmo, para chegar às mais de 70 escolas brasileiras existentes no Japão. Miriam Gabbai segue para Tóquio em julho e vai apresentar o projeto na Feira do Livro.

ENSAIO

O Shakespeare de Viotti

Um projeto do ator Sergio Viotti (foto) e de Dorival Carper apresentado a Alexandre Martins Fontes pelo próprio Viotti, que morreu em 2009, vai sair do papel. Quem Tem Medo de William Shakespeare? será publicado pela WMF Martins Fontes no início de 2013 e trará vasto material apresentado pelo ator em palestras que ajudam a compor, para o público geral, o universo do dramaturgo.

POESIA

Do amor e outros demônios

Mariana Ianelli entrega este mês seu sétimo livro para a Iluminuras, que a edita desde sua estreia, em 1999, aos 20 anos. O Amor e Depois terá 40 poemas e deve ser lançado ainda em 2012. Treva Alvorada, o último, de 2010, foi menção honrosa no Prêmio Casa das Américas.

ARTE

Muito além das tintas

Isabel Diegues e Frederico Coelho acabam de lançar Pintura Brasileira Séc. XXI e já fazem pesquisa para próximo livro: Pintura Expandida, que sai até dezembro pela Cobogó. Haverá perfis de artistas que não trabalham apenas com tinta sobre tela, como Leda Catunda, e reproduções das obras.

LEGISLAÇÃO

Download gratuito

Pode ser baixada, sem custo, do site da Edições Câmara, obra que compila todas as leis criadas até março que se referem ao livro e à leitura no Brasil: tinyurl.com/d7hj7z9.

INFANTIL

Os 80 anos de Ziraldo

Já estão com a Melhoramentos os originais de Menino de Marte, em que Ziraldo conta que há muito os marcianos estão entre nós - e ensina a identificá-los. O lançamento faz parte das comemorações dos 80 anos do autor. Tem mais: na Bienal de São Paulo, em agosto, a editora lança o segundo volume da parceria de Ziraldo com Mauricio de Sousa. O criador da Turma da Mônica atrasou a entrega do texto, porque é mais dado ao desenho, mas Ziraldo já trabalha nas ilustrações.

REPORTAGEM

Houve uma vez um verão

Um navio parte de Cingapura rumo aos Estados Unidos e para no Brasil, em setembro de 1987, para fazer reparos. Por segurança, despeja na costa fluminense 22 toneladas de maconha divididas em 15 mil latas que, para azar da tripulação, vão encalhando nas praias até chegar ao Sul. Não é ficção. Trata-se de um lendário caso de polícia que o carioca Wilson Aquino resgata em Verão da Lata, lançamento da Barba Negra/Leya para maio. Só o cozinheiro foi preso, e 12.500 latas nunca foram recuperadas pela polícia.

DIREITOS

Rocco em alerta

Novos rumores de que a Companhia das Letras teria tirado a obra de Clarice Lispector da Rocco agitaram a semana. As duas editoras negam e Paulo Gurgel, filho de Clarice, não comenta. "Tivemos um contato na década de 80 e nunca mais. Ela tem editora. Isso é completamente furado", diz Luiz Schwarcz, da Companhia. Jorge Amado e Drummond também tinham editora quando ele fechou com os herdeiros e passou a editá-los.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.