Divulgação
Divulgação

Babel

DIGITAL

Maria Fernanda Rodrigues,

07 de setembro de 2012 | 17h30

O vai não vai dos e-books no Brasil

A cada semana, rumores ou contratações sugerem que determinada empresa de tecnologia esteja mais avançada do que as concorrentes na corrida pela conquista do mercado brasileiro de livro digital. Nas últimas semanas, só se fala na canadense Kobo, que acaba de lançar novos e-readers e de contratar Camila Cabete, ex-Xeriph, para se aproximar das editoras - um longo e tortuoso caminho, já que os brasileiros ganharam fama de durões. O diretor da empresa, Pieter Swinkels, estará em São Paulo na próxima semana para o início dos trabalhos. Enquanto isso, comenta-se no mercado que o Google estaria empenhado em colocar sua e-bookstore no ar a um mês do Natal, vendendo, inclusive, o novo tablet. Quem também pretende aproveitar o Natal aqui é a americana Copia, que opera a venda de e-books da Submarino e quer encorpar sua lista de clientes com livrarias independentes. Ricardo Costa, ex-Publishnews e há um mês diretor de relação com editores, começa a se reunir com livreiros na semana que vem, quando a empresa lança um novo pacote de serviços para as pequenas e médias livrarias. Usando a plataforma da Copia, qualquer loja poderá vender e-books. Até aí, isso não difere muito das outras empresas que vendem soluções white label, ou seja, que têm um site padrão de e-commerce e colocam o logo do cliente. Quem fechar com a Copia vai poder vender também livro físico e o aparelho de leitura, que chegará aqui em tempo das festas de fim de ano. A empresa será responsável por toda a operação, e a livraria pagará uma taxa de manutenção e uma porcentagem das vendas. Na prática, coloca as lojas de bairro - incluindo as que nunca puderam pagar por um site de e-commerce- de novo no jogo.

INTERCÂMBIO

Torre de Babel na USP

Nos dias 12 e 13 de novembro, a Jornada de Poesia Oriental, organizada pelo departamento de letras orientais da USP, vai reunir os escritores Khalid Al-Maaly (Iraque), Ronny Someck (Israel), Yao Feng (China, professor em Macau) e Joung Know Pae (Coreia, professor em Guadalajara). Falta definir quem virá do Japão, da Rússia e da Armênia.

TRADUÇÃO 1

Traquejo linguístico

Anunciado em julho, o programa de residência de tradutores da Biblioteca Nacional dará dez bolsas de até R$ 15 mil para interessados em passar um período aqui. Quem cuidará do projeto será a tradutora Carolina Selvatici.

TRADUÇÃO 2

Wrobel sem fronteira

A temporada de lançamento no exterior de Traduzindo Hannah (2010), de Ronaldo Wrobel, será aberta no dia 18 pela espanhola Alevosía. Em março, sai na França (Métailié), e em junho, na Alemanha (Aufbau). A italiana La Giuntina não definiu a data, mas é certo que será em 2013.

LIVRARIA

Jovens na mira

Com o sucesso dos livros para jovens - a prova está na lista de mais vendidos abaixo -, a Fnac estuda criar uma seção para esse público. O faturamento com essa linha já representa 5% do total, e deve dobrar em um ano.

ILUSTRAÇÃO

"Não sei desenhar... Droga!"

A frase acima, dita por Saint-Exupéry, é mentirosa e o leitor sabe disso minimamente por conhecer O Pequeno Príncipe. Com o lançamento, na próxima semana, de Rascunhos de Uma Vida (Tordesilhas), todos os seus "rabiscos" já encontrados serão revelados, como o Busto de Mulher com Cabelos Curtos (ao lado). Cartas, manuscritos, cadernetas, guardanapos, tampo da mesa... tudo era suporte para o traço do autor.

POESIA

Guilherme e dona Carolina

O Meu Portugal, reunião de crônicas escritas por Guilherme de Almeida no exílio português, entre 1932 e 1933, será reeditado pela Annablume e Casa Guilherme de Almeida em dezembro. A novidade será divulgada oficialmente na próxima semana, durante o Encontro de Tradutores. Entre as atrações do evento está a homenagem à filóloga medievalista alemã Carolina Michaëlis de Vasconcelos, tema de colóquio na USP; assim como o poeta, Carolina tinha interesse intelectual por Portugal, onde viveu, e pela Galícia.

NÃO FICÇÃO

Elogio à arte de roubar

A Unesp lança em outubro, em boa hora, A Arte de Roubar, escrito pelo espanhol Dimas Camandula no século 18. Nele, o autor alerta os honestos contra os mal-intencionados.

 

Mais vendidos

FICÇÃO

1.CINQUENTA TONS DE CINZA

E.L. James

Intrínseca

(Última 1º/6 semanas)

2.A DANÇA DOS DRAGÕES

George R.R. Martin

Leya Brasil

(Última 2º/7 semanas)

3.AGAPINHO - ÁGAPE PARA CRIANÇAS

Padre Marcelo Rossi

Globo

(Última 3º/20 semanas)

4.JOGOS VORAZES

Suzanne Collins

Rocco

(Última 4º/24 semanas)

5.A GUERRA DOS TRONOS

George R.R. Martin

Leya Brasil

(Última 8º/68 semanas)

6.HERANÇA

Christopher Paolini

Rocco

(Última 7º/6 semanas)

7.EM CHAMAS

Suzanne Collins

Rocco

(Última 5º/16 semanas)

8.DIÁRIO DE UM BANANA - VOL. 6

Jeff Kinney

Vergara & Riba

(Última 10º/11 semanas)

9.A ESPERANÇA

Suzanne Collins

Rocco

(Última 6º/14 semanas)

10.A ESCOLHA

Nicholas Sparks

Novo Conceito

(Última 9º/16 semanas)

NÃO FICÇÃO

1.NADA A PERDER - MOMENTOS DE CONVICÇÃO QUE MUDARAM A MINHA VIDA

Edir Macedo

Planeta do Brasil

(Última -/1 semana)

2.A QUEDA

Diogo Mainardi

Record

(Última 1º/2 semanas)

3.NUNCA FUI SANTO

Marcos Reis e Mauro Beting

Universo dos Livros

(Última 2º/4 semanas)

4.A MENINA DO VALE

Bel Pesce

Casa da Palavra

(Última -/4 semanas)

5.GUIA POLITICAMENTE INCORRETO DA HISTÓRIA DO BRASIL

Leandro Narloch

Leya Brasil

(Última 7º/116 semanas)

AUTOAJUDA

1.DESPERTE O MILIONÁRIO QUE HÁ EM VOCÊ

Carlos Wizard Martins

Gente

(Última 1º/15 semanas)

2.O MONGE E O EXECUTIVO

James C. Hunter

Sextante

(Última 3º/366 semanas)

3.ÁGAPE

Padre Marcelo Rossi

Globo

(Última 2º/105 semanas)

4.CASAMENTO BLINDADO

Renato e Cristiane Cardoso

Thomas Nelson Brasil

(Última 4º/6 semanas)

5.NIETZSCHE PARA ESTRESSADOS

Allan Percy

Sextante

(Última 5º/51 semanas)

 
Tudo o que sabemos sobre:
Babel

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.