Avião de Saint-Exupéry pode estar no Mediterrâneo

Um mergulhador afirma ter localizado o avião Lighting P38 em que desapareceu durante a 2ª Guerra Mundial o escritor e aventureiro Antoine de Saint-Exupéry, autor de O Pequeno Príncipe. Saint-Exupéry saiu em 31 de julho de 1944 de Bastia com destino a Grenoble em missão de espionagem: então com 44 anos, ele procurava fotografar as posições nazistas na França ocupada e nunca mais foi visto. Até agora, entre as várias hipóteses para o desaparecimento do aviador, consideravam-se desde o suicídio até uma colisão com aviões inimigos.Os destroços da aeronave, conforme o mergulhador Luc Vanrell, estão no fundo do Mar Mediterrâneo, nas proximidades de Marselha. Ele conta que encontrou pela primeira vez os restos do avião há 18 anos, mas então não fazia idéia do que poderia representar. Há 11 anos, fotografou os pedaços da nave, a 100 metros de profundidade.A primeira pista que teve para ligar os destroços ao avião que o escritor pilotava apareceu quando um pescador da região de Marselha capturou em sua rede um bracelete do escritor. Há três dias, mergulhou novamente e confirmou as suspeitas.Vanrell nega-se a revelar o local exato dos destroços, seguindo orientação de entidades de preservação histórica, para que a informação não atraia aventureiros e caçadores de relíquias. A verificação oficial do testemunho do mergulhador foi encarregada a especialistas do Departamento de Investigação e Arqueologia Submarina, mas historiados que tiveram acesso às fotografias de Vanrell confirmam muitas coincidências entre os destroços encontrados e o modelo de avião que Saint-Exupéry estava pilotando, uma aeronave sem armamento, apenas equipada com câmeras fotográficas.Agora, a hipótese de que o avião do escritor tenha colidido com outra nave pode ser reforçada: a cerca de 50 metros dos supostos restos do Lighting P38, estão destroços de um avião do exército nazista que, pelo estado, também parece ter sofrido uma colisão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.