Ava Gardner, Jane Fonda, magníficas

Como se Fosse a Primeira Vez

LUIZ CARLOS MERTEN, O Estado de S.Paulo

27 de março de 2012 | 07h47

16 H NA GLOBO

(50 First Dates). EUA, 2004. Direção

de Peter Segal, com Adam Sandler, Drew Barrymore, Rob Schneider,

Blake Clark, Sean Astin, Dan Aykroyd.

Adam Sandler apaixona-se por Drew Barrymore e o problema é que ela sofre de um tipo de amnésia, esquecendo-se das coisas rapidamente. Isso obriga o herói a reconquistá-la todo dia, a toda hora. Comédia romântica situada no Havaí (como Os Descendentes?) e que não deixa de ser uma metáfora do amor, eterno enquanto dura e que só dura se as pessoas souberem renovar o vínculo. Sandler vive o que não deixa de ser uma contradição, em termos. Bom moço, apaixonado, ele pratica o humor cru - e até grosseiro - de sempre. Reprise, colorido, 99 min.

O Vingador

22H30 NO SBT

(A Man Apart). EUA, 2003. Direção de F. Gary Gray, com Vin Diesel, Larenz Tate Timothy Olyphant, Geno Silva.

Vin Diesel e Larenz Tate formam dupla de policiais que combate o tráfico na fronteira mexicana. Eles pensam ter resolvido o problema ao colocar na cadeia o poderoso do cartel local, mas surge um traficante mais cruel e violento ainda, com o sugestivo nome de Diablo. Quando Diablo mata sua mulher, Diesel abre mão das regras e parte para o combate a qualquer preço. Timothy Olyphant, na pele do vilão, rouba a cena. Aqui, ele ainda estava em princípio de carreira, bem antes de estourar, na TV, como protagonista da série Deadwood. Reprise, colorido, 109 min.

Os Modelos de Pickpocket

23H30 NA CUTURA

(Les Modèles de Pickpocket). França, 2003. Direção de Babette Mangolte.

Grande solitário do cinema francês (e mundial), Robert Bresson foi um autor exigente, de filmes racionalistas como Le Journal d'Un Curé de Campagne, Um Condenado à Morte Escapou, Mouchette - A Virgem Proibida e A Grande Testemunha (Au Hazard, Balthazar). Em 1959, ele fez uma de suas obras mais cultuadas, Pickpocket, sobre um batedor de carteiras que precisa ser preso para descobrir o verdadeiro sentido da liberdade. O documentário da Cultura investiga os modelos de Bresson na criação do personagem e seu método rigoroso e despojado. Jean Tulard, no Dicionário de Cinema, não exagera ao dizer que o ideal de Bresson seria uma tela branca e uma voz monocórdica recitando O Discurso do Método (de Descartes). Inédito, colorido e preto e branco, 53 min.

TV Paga

A Condessa Descalça

12H30 NO TELECINE CULT

(The Barefoot Contessa). EUA, 1954. Direção de Joseph L. Mankiewicz,

com Ava Gardner, Humphrey Bogart, Edmond O'Brien, Rossano Brazzi,

Valentina Cortese.

Um dos grandes filmes do diretor e roteirista Mankiewicz - e um dos maiores de Hollywood nos anos 1950. Conta, em flash-back, a história de Maria Vargas, dançarina das ruas da Espanha que vira estrela no cinema norte-americano, mas cujo sonho de Cinderela cai por terra quando seu príncipe, o conde Torlato-Favrini, se revela impotente. Ava Gardner é esplendorosa no papel e Edmond O'Brien ganhou o Oscar de coadjuvante. Reprise, colorido, 128 min.

Agora Seremos Felizes

22 H NO TCM

(Meet Me in St. Louis). EUA, 1944.

Direção de Vincente Minnelli, com Judy Garland, Margaret O'Brien, Lucille Bremer, Tom Drake, Mary Astor.

Minnelli realizou alguns dos maiores musicais do cinema - Sinfonia de Paris, A Roda da Fortuna, Gigi, etc -, mas este é especial. A vida de uma família em St. Louis, no ano da grande feira (1903), é vista pelo ângulo da filha, Judy Garland, que canta divinamente The Boy Nex Door e Have Yourself a Merry Little Christmas. Margaret O'Brien ganhou um Oscar especial, como melhor atriz infantil do ano. Reprise, colorido, 113 min.

Querô

22 H NO CANAL BRASIL

Brasil, 2006. Direção de Carlos Cortez, com Maxwell Nascimento, Ailton

Graça, Milhem Cortaz.

Baseado no livro de Plínio Marcos, conta a história de garoto das ruas, filho de prostituta. O nome veio da mãe que morreu queimada e Querô (de querosene) passa pela vida enfrentando todo tipo de hostilidade, da violência dos reformatórios à de policiais corruptos. Querô já havia aparecido em Barra Pesada, de Reginaldo Faria, de 1977 (que era melhor). Apesar do empenho, e das qualidades, o filme deixa um pouco a desejar. Reprise, colorido, 88 min.

Klute - O Passado Condena

2H50 NO MAX

(Klute). EUA, 1972. Direção de Alan

J. Pakula, com Jane Fonda, Donald Sutherland, Roy Scheider.

Jane Fonda ganhou seu primeiro Oscar - houve outro, por Amargo Regresso, quatro anos mais tarde - por seu papel como a prostituta Bree Daniels, que fica na mira de um serial killer. Donald Sutherland faz o detetive que chega até ela ao investigar o caso de homem que desapareceu e o filme o transforma numa espécie de Orfeu, que busca sua Eurídice na viciosa noite da cidade grande. Um dos primeiros filmes dirigidos pelo ex-produtor Pakula, trata do tema que mais o interessava, como autor - a quebra de confiança nas relações pessoais e institucionais. Jane é fantástica e sua cena de sexo marcou época na produção classe A. Reprise, colorido, 1124 min.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.