REUTERS/Toby Melville
REUTERS/Toby Melville

Autora de 'Harry Potter', J.K Rowling coleciona opiniões polêmicas

Escritora ironizou mulheres trans em postagem e criticou boicote cultural a Israel

Redação, O Estado de S. Paulo

05 de janeiro de 2022 | 17h00

Quando lançou, em 2020, o romance Troubled Blood, J. K Rowling, autora da saga Harry Potter, nao imaginaria tamanha repercussão de outro livro fora da série que a consagrou. Nele, a escritora adentra o universo policial ao contar a história de Dennis Creed, um assassino em série conhecido como o Açougueiro de Essex. Mas um detalhe na trama chocou parte dos fãs: Creed se vestia de mulher para enganar as vítimas. 

Rowling, a época, manifestou-se em um artigo publicado em seu site, explicava que a história é inspirada em dois assassinos famosos da vida real, Jerry Brudos e Russell Williams. Depois, a autora foi ao Twitter defender, em suas palavras, "As pessoas que menstruam". A partir daí, a autora vem colecionando embates com ativistas dos movimentos LGBTQ e Trans. Segundo Rowling, ela está só defendendo suas convicções ao expor seu ponto de vista sobre o que significa ser mulher, já que é uma.

Rowling publicou um artigo no jornal inglês The Guardian criticando o boicote cultural que diversos artistas promoveram contra Israel por causa das políticas implementadas pelo primeiro-ministro do país Benjamin Netanyahu. Ela foi duramente criticada e teve de explicar que não apoiava o mandatário israelense.

Quando o magnata da mídia Rupert Murdoch afirmou que os muçulmanos deveriam ser responsabilizados por atentados terroristas, Rowling replicou: "Eu sou cristã. Se eu devo ser responsabilizada por Murdoch, então vou me auto-excomungar."

Apesar de ser uma tuiteira convicta, J.K. Rowling se diz uma reclusa por conta de sua aversão a entrevistas. Ela já processou jornais ingleses diversas vezes e, em geral, sua representação da imprensa é bastante negativa em suas obras, como a bruxa Rita Skeeter, a repórter sensacionalista dos filmes Harry Potter.

Rowling foi acusada de plágio algumas vezes por escritores cujas obras guardam semelhanças com o universo de Harry Potter, como Adrian Jacobs, autor de Willie the Wizard, e Nancy Kathleen Stouffer, autora de Larry Potter. Rowling venceu ambas as disputas judiciais.

Tudo o que sabemos sobre:
J. K. RowlingHarry Potter

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.