Autor teme edição em reprise de 'Mulheres Apaixonadas'

Manoel Carlos queria ter sido consultado pela Globo sobre os cortes nos capítulos de sua novela

Agência Estado,

10 de setembro de 2008 | 10h01

A novela Mulheres Apaixonadas, atualmente no ar no Vale a Pena Ver de Novo, perdeu um espectador de grande importância: seu autor. Manoel Carlos se recusa a assistir à reprise de sua novela por causa da edição feita pela Globo para adequá-la à classificação do horário.Fontes ligadas ao autor garantem que Maneco queria ter sido consultado pela emissora sobre os cortes nos capítulos. Ele estaria preocupado com a edição da trama, uma vez que Mulheres Apaixonadas aborda temas polêmicos como agressão a idosos, violência contra a mulher, lesbianismo... Cenas como as de Raquel (Helena Ranaldi), que apanha de Marcos (Dan Stulbach) correm o risco de sumir.Manoel Carlos também teria ficado traumatizado com edições para o Vale a Pena como a que foi feita em Felicidade, que teve mais de 50 capítulos cortados.Procurado pelo Estado, o autor não quis se manifestar. A Globo, por meio de sua assessoria de imprensa, alega que não é possível adiantar as adaptações em Mulheres Apaixonadas porque o processo é feito capítulo a capítulo. Segundo a rede, esse é um trabalho realizado pela Central Globo de Qualidade. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
televisãoGloboMulheres Apaixonadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.