Autópsia não aponta causa da morte de Anna Nicole Smith

A autópsia preliminar realizada nesta sexta-feira no corpo da modelo e atriz americana Anna Nicole Smith, 39 anos, não revelou as causas de sua morte, segundo informou o médico forense da Flórida Joel A. Perper. Ela foi encontrada morta na quinta-feira no hotel onde estava hospedada, em Hollywood.De acordo com o laudo, não foram encontrados sinais em seu corpo de traumatismo por golpes, asfixia ou outros traumas. Ainda estão sendo esperados os resultados dos exames de toxicologia, mas não foi detectada a presença de drogas no estômago de Anna Nicole.Sefundo Perper, "há um grande número de possibilidades" para a causa da morte, entre elas causas naturais, uma possível reação ao consumo de drogas ou uma combinação de diversos fatores.Viúva de um magnata do petróleo, Anna Nicole Smith foi encontrada inconsciente na quinta-feira no hotel Hard Rock, onde se hospedava nas proximidades de Miami, por uma enfermeira que a acompanhava. Do hotel, foi levada com urgência a um hospital em Hollywood, onde morreu.Os agentes policiais que estão investigando a morte da modelo encontraram em seu quarto uma grande quantidade de remédios, segundo informaram nesta sexta-feira fontes ligadas à CNN.O chefe da polícia local disse à CNN que não há evidências de assassinato e que não foram encontradas drogas ilegais no quarto de Anna Nicole Smith.A divulgação dos resultados finais da autópsia pode demorar semanas.PolêmicaAnna Nicole Smith - nome artístico de Vickie Lynn Hogan - enfrentou uma longa batalha judicial com a família de J. Howard Marshall II em torno da herança do ex-marido. O magnata morreu em 1995, 14 meses após o casamento.Ela decidiu entrar na Justiça para exigir a metade da fortuna do magnata, avaliada em US$ 1,6 bilhão. O dinheiro teria sido uma promessa do bilionário, quando, aos seus 90 anos, conheceu a voluptuosa loira em um cabaré de Houston, e a pediu em casamento. A dançarina, com 26 anos, fazia shows de top less, e aceitou a proposta.Ela, contudo, não foi listada no testamento de Marshall, que, ao morrer, deixou todas as ações de suas empresas e o resto de seu patrimônio para seu filho adotivo, Pierce, 61 anos. Em 2002, Anna Nicole conseguiu na Justiça de Houston o direito a receber US$ 88 milhões (US$ 44,2 milhões em compensação e a mesma quantia em ?punição?) no processo que movia por calúnia e difamação contra Pierce. Mas, a ex-coelhinha da Playboy recusou a decisão, alegando ainda ter direito a receber mais US$ 30 milhões da fortuna.Depois da batalha judicial, Anna Nicole se envolveu no ano passado em uma nova polêmica. Dessa vez, sobre a paternidade de sua filha, Dannielynn. Larry Birkhead, ex-namorado da estrela, entrou na Justiça exigindo um teste de paternidade, pois ele acreditava ser o pai da criança. Anna Nicole sempre insistiu, no entanto, que o pai de Dannielynn era seu marido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.