Atriz Renata Fronzi morre aos 82 anos no Rio

Auge da carreira da atriz foi sua personagem Helena na comédia 'Família Trapo', da TV Record

Talita Figueiredo, de O Estado de S. Paulo,

15 de abril de 2008 | 17h39

A atriz Renata Fronzi morreu nesta terça-feira, 15, aos 82 anos, de falência múltipla dos órgãos em decorrência de diabetes. Ela estava internada desde 10 de março na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio.   Renata ficou conhecida como a personagem Helena, do seriado Família Trapo, da TV Record, onde atuou com Jô Soares, Ronald Golias, Otello Zeloni, Cidinha Campos e Renato Corte Real. O programa foi ao ar de 1967 e 1971.   Nascida em Rosário, na Argentina, ela chegou ao Brasil com os pais ainda pequena e foi morar em Santos, no litoral paulista. A atriz começou a carreira como bailarina no Teatro Municipal de São Paulo e atuou como vedete do Teatro de Revista. Ela estreou profissionalmente na companhia de teatro da atriz Eva Todor, na peça Sol de Primavera, em 1940.   Além de participar de vários humorísticos, Renata também atuou em várias tramas como Minha Doce Namorada (1971), Pecado Rasgado (1978), Chega Mais (1980), Jogo da Vida (1981), Corpo a Corpo (1984), A Idade da Loba (1995), A História de Ana Raio e Zé Trovão (1990), além de participações especiais nas séries Malhação (de 1996 a 1997) e na minissérie Memorial de Maria Moura (1994).   Viúva do locutor de rádio César Ladeira, Renata também atuou em cinema e seus filmes mais recentes foram Copacabana (2001), de Carla Camurati, e Coisa de Mulher (2005), de Eliana Fonseca.

Tudo o que sabemos sobre:
Renata Fronzi

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.