Atriz e produtora é secretária de cultura no RJ

A atriz Anna Maria Nascimento Silva, conhecida por filmes como Ao Sul de Meu Corpo e Natal da Portela, inicia uma nova fase em sua vida: a de secretária de Cultura da cidade de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Casada com o diretor Paulo Cezar Saraceni, ela promete uma reviravolta na cidade, com a implantação, por exemplo, de centro cultural, fórum social, feiras técnicas, cinema na praça, entre outras medidas.Ela conta que nunca havia pensado em atuar na política, tanto que nem é filiada a partido. "Só aceitei porque conheço bem o prefeito José Camilo Zito, um homem íntegro e honestamente preocupado com a população pobre. Ele comprometeu-se a realizar investimentos na área cultural.", afirma. Para ela, uma das grandes provas da capacidade de Zito é o reconhecimento popular. "Ele foi reeleito de forma esmagadora, com 80% dos votos."Sua simples presença já agitou o meio cultural. O Espaço Unibanco, por exemplo, já comprometeu-se a abrir, em parceria com a prefeitura, um espaço com dois ou três cinemas, uma pequena livraria, bar e cyber café, que irá chamar-se Espaço Caxias de Cinema. "Estamos procurando algum cinema antigo para reformar. Se não for possível, a prefeitura cederá o terreno, abrirá mão de impostos como IPTU e ISS e o Unibanco deverá construir a sala."Outro projeto que a deixa visivelmente empolgada é o Projeto Oito e Meia da MPB, que promoverá shows de Música de quintas à sábados. "Quero fazer algo que divulgue música de qualidade para as populações carentes. Não é possível que os jovens continuem ouvindo coisas tão ruins, apenas por que não têm acesso à boa MPB."Anna Maria garante que o prefeito já reservou verba para outro projeto que ela considera fundamental: a construção do Complexo Educacional, Profissional e Desportivo Grande Rio, nos moldes do Complexo da Mangueira, que dará cursos profissionalizantes e de aperfeiçoamento para a população carente. "Vamos poder oferecer desde cursos de informática até lazer e esportes."Dentre seus planos, um que ela considera importante é também o mais barato e fácil de implantar: Cinema na Praça. "Vamos levar filmes gratuitamente para projeções regulares numa praça da cidade. Já temos a verba e, em pouco mais de uma semana ele já estará funcionando." Anna acha importante diversificar a oferta de lazer para a população. "Mesmo no Espaço Caxias, pretendo subsidiar parte do ingresso, para que ele custe barato e possa ser uma opção para todos", explica.Mas ela garante que não vai parar nisso. Quer criar uma feira dos nordestinos, sempre aos sábados, com produtos e culinária; implantar feiras técnicas na cidade; e ainda um fórum social, que reuniria autoridades federais, estaduais e personalidades, para discutir melhorias para o município.Anna quer criar uma mobilização do setor empresarial de Duque de Caxias. "O município tem forte industrialização. Nosso PIB é o segundo maior do Estado, perdendo apenas para a capital. Se nossos empresários colaborarem dentro das leis de incentivo, poderemos fazer um trabalho excepcional."Com seus projetos na área cultural, ela quer reduzir a delinqüência juvenil. "Tendo acesso à cultura, esporte e lazer, é possível devolver a cidadania aos nossos jovens e, assim, melhorar a sociedade a médio prazo." Para ela, é a única saída para melhorar a qualidade de vida das cidades.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.