Atriz de Zorra Total é destaque em Minha Nada Mole Vida

A atriz carioca Maria Clara Gueiros, de 40 anos, ganhou fama no humorístico Zorra Total, com o indefectível bordão "Vem cá, eu te conheço?", disparado por sua personagem Laura, quando não aceitava muito bem, digamos, as críticas sinceras de seus amigos. Uma das boas coisas do Zorra, Maria Clara teve de dar um tempo no humorístico para integrar o elenco do programa Minha Nada Mole Vida, exibido às sextas na Globo, no qual, novamente, ela é um dos destaques. Aliás, o elenco de apoio do sitcom, visivelmente escolhido a dedo, é um capítulo à parte. Todos estão ótimos, sobretudo Maria Clara na pele da ex-mulher do apresentador Jorge Horácio (Luiz Fernando Guimarães), a sonsa Silvana. Mas ao contrário do que muitos pensam, não foi o sucesso de "Vem cá, eu te conheço?" que atraiu a atenção de Luiz Fernando para o trabalho da humorista. No ano passado, ela estava em cartaz com a peça Utopia, de Thomas Morus. "Tinha um texto denso." O ator foi assistir ao espetáculo e, no fim, conversaram. "Ele falou que a gente tinha o mesmo registro de interpretação", diz, orgulhosa. "Ele não abriu mão de mim para o programa." A direção do Zorra Total não queria liberar a atriz, mas Luiz Fernando bateu o pé: tinha pensado a personagem para uma única atriz. No caso, ela. Quem olha Maria Clara, engraçada desse jeito, nem sequer imagina que ela, antes de iniciar a carreira artística, pensava em ter um trabalho tradicional, assim como seu pai, um executivo, e seus irmãos. Cursava faculdade de Psicologia e, ao mesmo tempo, fazia sapateado. E foi assim, como sapateadora, que começou a carreira de artista. "Fazia balé desde criança e, a partir dos 18, 19 anos, comecei sapateado." A ela e seu grupo, foi lançado um desafio: teriam de participar de um espetáculo de dança, mas com história também e isso acarretava falas. "Eu disse: ´Não sou atriz, sou bailarina.´ Queria terminar a faculdade e a carreira de bailarina seria um hobby." Maria Clara só não contava que iria tomar gosto por interpretar. "Peguei o personagem mais ruinzinho, mas, nos ensaios, percebi que estava amando aquilo, eu era engraçada, já botava cacos..." Depois que defendeu mestrado, em 93, decidiu seguir a carreira de atriz de vez. Segundo ela, trabalho nunca lhe faltou: fez uma média de 27 peças de teatro, algumas participações em filmes e em TV. Mas até entrar no Zorra Total, não conseguia viver de seu trabalho como atriz. "Eu estava quase desistindo." Apareceu o teste no humorístico e o papel de Laura caiu em seu colo. Foi a personagem que lhe deu fama e um contrato com a Globo. Com o fim da primeira temporada de Minha Nada Mole Vida, no dia 26, a humorista volta ao Zorra fazendo outro personagem. No segundo semestre, vai participar do novo filme da Xuxa e estrear uma peça.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.