Atrações que investem no social

É um problema que atinge não apenas o cinéfilo. A mídia vai ter de rebolar para dar conta dos eventos de cinema que ocorrem simultaneamente em São Paulo. Ontem, começou o 5º Festival de Cinema Latino-Americano. Hoje, é a Mostra Audiovisual Israelense, em sua terceira edição. A mostra substitui o Festival de Cinema Judaico de alguns anos atrás. Ambos os eventos buscam sair dos respectivos guetos. O Festival Latino, um tanto preconceituosamente, era visto como uma atração para "bichos grilos". O público jovem vem se tornando dominante no evento. A Mostra Israelense não pode ficar circunscrita a grupos. Tem de ampliar seu espaço, dar conta da complexidade de temas que se abrigam sob a bandeira do judaísmo.

Luiz Carlos Merten, O Estado de S.Paulo

13 de julho de 2010 | 00h00

O Holocausto continua sendo uma herança forte, mas um filme como Ajami (leia entrevista) abre uma janela, até como sistema de produção. Outros filmes interessam bastante. Phobidilia, de Doron e Yoav Paz, que passou em Toronto no ano passado e em Berlim este ano, é sobre um jovem que se isola, convencido que pode ter tudo em casa - comida delivery, sexo na internet, intermináveis papos no Messenger. Mas a vida vem e o confronta com a necessidade de escolhas.

O taxista de A Cinco Horas de Paris, de Leon Prudovsky, que venceu os prêmios de melhor filme e ator (Dror Keren) em Haifa no ano passado, tenta ser razoável e mantém uma relação cordial com a ex-mulher e o novo marido dela. Seu sonho é conhecer a capital da França, mas ele tem pavor de voar. Um dia conhece uma mulher, uma professora de música. O sonho se tornará realidade? Jaffa, de Keren Yedaya, integrou a seleção de Cannes em 2009. É um pouco o primo irmão de Ajami. Apresenta um grupo de árabes na cidade portuária próxima (e incorporada) a Tel-Aviv. Um romance secreto coloca questões étnicas e religiosas. Temas sociais são o tom da Mostra Israelense.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.