Atores de 'Game of Thrones' prestigiam mostra em SP

Visto entre cenas de sexo e de personagens nus em "Game of Thrones", cuja terceira temporada está no ar na HBO, Liam Cunningham, intérprete de Davos Seaworth, se espantou ao ver as mulheres de biquíni nas praias cariocas esta semana. "Fiquei muito impressionado. Como vocês chamam? Fio dental? Fiquei lá procurando a garota de Ipanema", derrete-se o irlandês, que conversou com a reportagem na abertura da exposição de roupas e objetos da série, no Shopping JK, na quarta-feira.

AE, Agência Estado

26 de abril de 2013 | 12h09

Antes de cumprir a agenda em São Paulo, ele e o colega Alfie Allen, que vive Theon Greyjoy na atração, fizeram um tour pelo Rio. "Passamos pela praia de Copacabana, só essas coisas de turista. Tomei caipirinha de limão", conta Cunningham. "E comemos na churrascaria", reforça Allen, que já conhecia Paraty e a ilha de Comandatuba, na Bahia. Fã do Brasil, Cunningham, de 51 anos, diz ter se interessado pelo País quando acompanhava Ayrton Senna e Nelson Piquet na F-1 e que sonha em viajar com um amigo que mora em um barco no Rio Amazonas. "É preciso viver dez vezes para conhecer tudo aqui", filosofa o ator, que contracenou com Seu Jorge no longa inglês "The Escapist", em 2008.

Ao comentar os figurinos que fazem parte da exposição, os atores contaram que precisam vestir peças por cima de outras mesmo quando estão em estúdio, onde não faz tanto frio como na história. "São muitas camadas. Você parece gordo na TV", reclama Cunningham. "As roupas fazem com que me sinta um guerreiro", explica Allen.

Para eles, o que dá mais trabalho são as cenas de luta. "É como uma dança, mas tem de parecer espontânea, parecer que você está perto de morrer. Em todas as cenas que fiz, eu me machuquei. Pelo menos ainda tenho meus dedos", diverte-se Cunningham, que na trama teve os dedos da mão decepados. "Basicamente, faço assim (dobra os dedos). Há uma luva especial. Mas eles colocam efeitos especiais. As cenas são muito longas. A cada dez minutos preciso esticá-los. Depois de meia hora, sinto uma dor terrível. Mas é o preço a se pagar."

Para Allen, cujo personagem matou duas crianças na história, os assassinatos não foram o maior desafio. "A ideia de passar por tortura foi difícil porque nunca fui torturado. Só mentalmente, mas não posso dizer como foi", esquiva-se o ator de 26 anos. "O nome dela era Barbara", brinca Cunningham. Com cenas de nu frontal, Allen garante não ficar incomodado ao gravar. "Primeiro, fico seguro de que estou bem fisicamente. Se você estiver desconfortável no set, a outra pessoa também se sente assim." Allen e Cunningham estão confirmados para a quarta temporada de "Game of Thrones", a ser rodada em julho. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
exposiçãoGame of Thrones

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.