AP Photo/Chris Pizzello
AP Photo/Chris Pizzello

Ator Michael K. Williams, do 'The Wire', morre aos 54 anos

Williams foi encontrado em seu apartamento no Brooklyn, a polícia ainda não sabe a causa da morte

Redação, O Estado de S.Paulo

06 de setembro de 2021 | 19h18

O ator Michael K. Williams, que como o ladrão de traficantes de drogas Omar Little no The Wire criou um dos personagens mais populares da televisão nas últimas décadas, morreu nesta segunda-feira, 6, aos 54 anos. Williams foi encontrado morto na cobertura de seu apartamento no Brooklyn, disse a polícia de Nova York. A causa da morte ainda está sendo investigada.

O ator cresceu no bairro East Flatbush do Brooklyn, de onde ele disse nunca ter imaginado uma vida fora. Mas, antes dos 30 anos, havia transformado seu amor pela dança em trabalhos como dançarino em turnês com os cantores George Michael e Madonna, e depois conseguiu sua primeira oportunidade de atuação com outro artista, Tupac Shakur

Little, seu personagem em The Wire, era um baseado em personagens reais de Baltimore, provavelmente o personagem mais amado entre os fãs dedicados da série da HBO que foi ao ar entre 2002 e 2008 e é constantemente revisto no streaming.

Williams também apareceu em outros programas e filmes por mais de duas décadas, incluindo os papéis nas séries da HBO "Boardwalk Empire: O Império do Contrabando e Lovecraft Country, e nos filmes 12 Anos de Escravidão e Assassin's Creed

Como Little, ele interpretou um criminoso com um rigoroso código moral, conhecido por tirar proveito de uma reputação de brutalidade que nem sempre era real. Ele assobiava The Farmer In The Dell para anunciar sinistramente sua chegada. O personagem também quebrou barreiras na TV como um homem abertamente gay cuja sexualidade não era central para seu papel. 

Williams apareceu em todas as cinco temporadas de The Wire de 2002 a 2008, seu personagem crescendo em proeminência a cada uma delas.

Homenagens

Fãs e amigos do ator usaram as redes sociais para prestar homenagens a Williams. "A profundidade do meu amor por este irmão, só pode ser igualada pela profundidade da minha dor ao saber de sua perda", escreveu Wendell Pierce no Twitter. Pierce trabalhou junto com o ator em The Wire, como o detetive William. "Um homem imensamente talentoso com a habilidade de dar voz à condição humana retratando a vida daqueles cuja humanidade raramente é elevada até que ele cante sua verdade", continuou. 

O ator Domenick Lombardozzi, que também fez parte do elenco da série, descreveu o ator como "justo e gentil". "Vou valorizar nossas conversas e vou sentir muita falta dele. Minhas mais profundas condolências à família Williams", publicou em seu perfil na rede social.

Isiah Whitlock Jr. foi mais um do elenco de The Wire a lamentar a morte do colega de cena. "Chocado e triste com a morte de Michael K Williams. Um dos irmãos mais legais do planeta com o maior coração. Um ator e uma alma incríveis", escreveu.

David Simon, o criador da série, inicialmente preferiu não falar sobre a morte, optando por postar apenas uma foto de Williams no Twitter. Mais tarde, Simon publicou: "Muito destroçado agora para dizer tudo o que deveria ser dito. Michael era um homem excelente e um talento raro e em nossa jornada juntos sempre mereceu as melhores palavras. E hoje essas palavras não virão."

O canal de TV HBO também publicou homenagem pela morte do ator. Em seu perfil no Twitter, a empresa disse: "Ficamos arrasados ao saber do falecimento de Michael Kenneth Williams, um membro da família da HBO por mais de 20 anos. Embora o mundo conhecesse seus imensos talentos, conhecíamos Michael como um amigo querido. Enviamos nossas mais profundas condolências a sua família por esta perda incomensurável.

Com informações da AP e The New York Times

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.