Efe
Efe

Ator Jude Law também acusa 'The Sun' de grampear seu telefone

Em comunicado,o ator afirmou que não quer fazer mais comentário sobre o suposto ocorrido

15 de julho de 2011 | 16h25

Londres, 15 jul (EFE).- O ator britânico Jude Law apresentou nesta sexta-feira um processo judicial contra o tabloide "The Sun", do grupo midiático de Rupert Murdoch, por grampear supostamente seu celular para conseguir exclusivas.

O processo do protagonista da última versão de "Sherlock Holmes" e de "Alfie" se refere a quatro artigos publicados em 2005 e 2006.

Em comunicado, Law indicou que não quer fazer mais comentários e que os tribunais tomarão as providências enquanto New International, a empresa que edita "The Sun", negou as acusações.

Essa empresa já está no centro do escândalo pelas escutas telefônicas ilegais de outra de suas publicações, "News of the World", que parou de circular há uma semana por essa crise que rendeu inclusive a demissão da ex-diretora-executiva, Rebekah Brooks, nesta sexta-feira.

Um porta-voz de News International, a empresa de Murdoch no Reino Unido, qualificou o processo do ator como uma forma de se envolver no escândalo do "The Sun", o jornal mais lido do Reino Unido com mais de 2,5 milhões de exemplares diários de tiragem.

Rebekah Brooks renunciou nesta sexta-feira como conselheira delegada de News International pela crescente pressão política no Reino Unido, entre uma onda de indignação pela extensão das escutas telefônicas do "News of the World" quando ela o dirigia, entre 2000 a 2003. EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.