Ator de "Família Soprano" é condenado por delito leve

O ator Robert Iler, de 17 anos, assumiu na Justiça sua culpa pelo assalto a dois adolescentes brasileiros em Manhattan, em 3 de julho do ano passado. O ator do seriado de TV Família Soprano foi condenado por delito leve a três anos de liberdade condicional. Ele podia pegaraté um ano de cadeia, mas a promotoria recomendou a sentençamais branda e o juiz Daniel Fitzgerald, da Suprema Corte deManhattan, aceitou.O A.J. Soprano do hit do canal de TV por assinatura HBOnão fez nenhuma declaração à imprensa depois de ouvir asentença. Seu agente, Jeff Mitchell, disse que o ator "queriaexpressar o quanto está arrependido pela dor e os problemas quetodos tiveram de enfrentar". No seriado dramático, ele faz opapel do filho problemático do chefe do crime organizado em NewJersey. Seu advogado, Robert Morvillo, disse quea pena foi justa. "Na minha opinião, um garoto de 16 anosestava no lugar errado, na hora errada, e não teve presença deespírito de ir embora", disse.Iler e três amigos roubaram US$ 40 dos turistasbrasileiros Tiago Cordeiro e Eduardo Weiss no Upper East Side,em Nova York. Alban Selimaj, de 17 anos, também disse que éculpado e pegou a mesma sentença. Michael Cournede, de 20 anos,que vai a julgamento no mês que vem, pode pegar uma pena maior,porque tinha em seu poder um canivete e fez ameaças às vítimas. O terceiro envolvido,que tinha menos de 16 anos na época do crime, vai ser julgado naVara de Família e não teve sua identidade revelada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.