Ativistas atacam Paris Hilton com farinha, em Londres

A modelo Paris Hilton foi atingida por uma bomba de farinha quando ia para uma festa depois de desfilar na Semana de Moda de Londres, na noite de terça-feira. A ação foi ´um protesto´ contra a ´tortura e morte de animais´, disse Yvonne Taylor, uma porta-voz da organização Peta, responsável pela ação.Hilton foi atingida juntamente com o estilista Julien Mcdonald´s, para quem ela havia desfilado mais cedo. Mcdonald´s foi acusado pela porta-voz da Peta de usar peles de animais em suas criações.Não é a primeira vez que a Peta, People for the Ethical Treatment of Animals (em português, Pessoas pela Ética no Tratamento de Animais), tem atitudes parecidas com essa. Integrantes já invadiram passarelas, entra elas a de um desfile da Victoria´s Secret, em Nova York.Dirigida pela inglesa Ingrid Newkirk e com sede em Norfolk, Virgínia (EUA), a organização foi fundada há 22 anos e se transformou num dos movimentos de protesto mais eficazes no mundo. A Peta tem escritórios em Londres, Roma e Bombaim e tem cerca de 700 mil integrantes e orçamento anual superior a US$ 30 milhões, vindos de arrecadações de fundos, pagamento de taxas pelos integrantes e vendas de camisetas e produtos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.