Ativista José Bové entra em greve de fome contra transgênicos

O ativista francês José Bové, que setransformou em celebridade mundial por sua luta contra osalimentos processados, entrou em greve de fome na quinta-feirapara tentar obrigar o governo a proibir o cultivo detransgênicos. Bové afirmou à rádio RTL que está apenas tomando água emprotesto contra o que descreveu como não-cumprimento dapromessa do governo francês de proibir os transgênicos. Outroscerca de 15 ativistas também participam da greve de fome, em umprédio do centro de Paris. Segundo Bové, o governo havia prometido mandar uma carta àComissão Européia dizendo que a França usaria a chamadacláusula da salvaguarda para suspender o uso de transgênicosaté que estudos científicos comprovassem sua segurança. Mas ogoverno não mandou a carta é só suspendeu o uso comercial desementes de milho que dependem da tecnologia MON 810 até o dia9 de fevereiro, afirmou ele. "O que espero é que a vontade política (das pessoas) sejarespeitada", disse ele. (Reportagem de Tamora Vidaillet e Valerie Parent)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.