Assassino de Lennon pode ser libertado

O homem que assassinou o Beatle John Lennon, em 8 de dezembro de 1980, Mark Chapman, pode ser libertado se as autoridades aceitarem seu pedido de liberdade condicional. Chapman, de 45 anos, pôde apresentar o pedido, pois já cumpriu quase 20 anos de prisão. A audiência, privada, será realizada no próximo mês. No entanto, o advogado da Associação Correcional Robert Gangi disse que Chapman tem poucas chances de conseguir.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.